Notícias Adventistas

Compaixão dita tônica do Dia Mundial do Jovem Adventista

Em todo o mundo, milhões de pessoas se mobilizaram para beneficiar suas comunidades.

19 de março de 2016
Compaixao-dita-tonica-do-Dia-Mundial-do- Jovem-Adventista

Gilbert Cangy, diretor mundial dos jovens adventistas, tem buscado fortalecer anualmente a data e o engajamento da juventude em prol de sua vizinhança

Brasília, DF… [ASN] Ao redor do globo, o Dia Mundial do Jovem Adventista foi marcado pelas atividades de compaixão e solidariedade de milhões de pessoas que dedicaram este 19 de março para fazer a diferença nos locais onde vivem. Como nos anos anteriores, uma transmissão ao vivo, com duração de 24 horas, possibilitou que os internautas tivessem uma ideia de como a juventude adventista se mobilizou nos cinco continentes.

Leia também:

A cada duas horas, um avião decolou virtualmente de um país para pousar em outro e mostrar o que ocorreu nas imediações. Seu comandante foi o pastor Gilbert Cangy, diretor mundial do Ministério Jovem da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Dos estúdios da Hope Channel na Alemanha, ele destacou o crescente envolvimento dos jovens na liderança de iniciativas como essa e a motivação deles para espalhar o evangelho.

O Dia Mundial do Jovem Adventista – ou Global Youth Day, como é chamado originalmente – começou em 2013 com o propósito de separar um sábado a cada ano para que eles se aproximassem mais da comunidade e compartilhassem de sua fé com base no slogan “seja o sermão.” Cangy, no entanto, percebe que ao longo do tempo esse cenário tem se alterado positivamente. “Temos dito que esta não é uma oportunidade de se envolver em atividades solidárias de apenas um dia, mas se tornar um trampolim para uma vida de serviço. Isso é o que está acontecendo agora”, reforça.

As milhares de fotos publicadas em redes sociais como Instagram, Twitter e Facebook com as hashtags #compaixao #globalyouthday e #gyd16 foram apenas um recorte de como foi a rotina de quem se dispôs a sair de casa para impactar o dia de alguém.

Compaixao-dita-tonica-do-Dia-Mundial-do- Jovem-Adventista5

Impacto na vizinhança

Compaixao-dita-tonica-do-Dia-Mundial-do- Jovem-Adventista4

Sul-americanos realizaram milhares de atividades ao longo do dia. Campitelli estimulou participantes a serem um sermão vivo para as pessoas com quem convivem

Depois de passar por Londres, o avião pousou em Santiago, no Chile, de onde as atividades realizadas na América do Sul foram transmitidas a partir das 17 horas (horário de Brasília). A participação sul-americana, conduzida pelo pastor Carlos Campitelli, diretor do Ministério Jovem no território, e por outros dois apresentadores, destacou a proposta de aproveitar a data para convidar as pessoas para o evangelismo de Semana Santa, que também teve início neste sábado e será encerrado no dia 26.

Em Canoas, no Rio Grande do Sul, uma estratégia diferente foi usada para atrair a atenção dos motoristas. Enquanto o semáforo estava fechado, os jovens limparam os para-brisas dos carros e entregaram os convites para o programa. Lucia Spiercard, que também foi atendida por eles, classificou a atividade como inusitada, o que justamente despertou seu interesse.

No Paraguai foram realizadas feiras de saúde, doação de sangue e entrega de livros por mais de duas mil pessoas. “Aqui temos um alto índice de doenças não transmissíveis e a mensagem que estamos levando é para ajudar a população a ter um melhor estilo de vida”, esclarece Pilar Sanz, uma das líderes regionais de jovens do país.

Outras ações também impactaram a população. Enquanto caminhava pela rodoviária de Itabuna, na Bahia, o aposentado Janilson Vieira foi surpreendido quando um abraço lhe foi oferecido. Um gesto que, para ele, tem se tornado cada vez mais raro. “A gente não pega mais na mão, não abraça mais as pessoas porque vivemos através de Whatsapp. Está faltando contato físico entre as pessoas. Eu acho importante o que vocês estão fazendo, independentemente de religião”, desabafa.

Influência positiva

Compaixao-dita-tonica-do-Dia-Mundial-do- Jovem-Adventista7

Grupo abriu as portas de casa para receber interessados durante a Semana Santa

No norte do Peru, os abraços grátis foram a estratégia encontrada por integrantes de dois Pequenos Grupos para convidar as pessoas a participar da Semana Santa nos lares em que eles se reúnem. “Queremos recebê-las”, sublinha Ángel Mendoza, um dos coordenadores da ação.

Em Aracaju, no Sergipe, a juventude adventista visitou centenas de casas em uma ação de combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável por transmitir doenças como a zika, dengue e chikungunya. Os casos de crianças nascidas com microcefalia têm preocupado as autoridades locais.

O secretário de Saúde do Estado, Zezinho Sobral, sublinhou que a Igreja Adventista desempenha um papel de credibilidade, organização e excelência prestada pelos jovens, que precisam dar à sociedade a ideia de que é necessário se unir para defender o país e auxiliar o próximo. Esse, segundo Sobral, é um ato de amor e de carinho de um cristão verdadeiro.

Sermão diário

A participação sul-americana também destacou outros projetos voltados aos jovens, como Missão Calebe e Um Ano em Missão. De olho mapa mundial em que foram compartilhadas fotos das milhares de atividades realizadas ao longo dia, o território foi responsável pela maior contribuição dada à página oficial do evento.

Compaixao-dita-tonica-do-Dia-Mundial-do- Jovem-Adventista3

Mapa mostra localização das atividades realizadas no Dia Mundial do Jovem Adventista

Feliz com a interação ocorrida na edição de 2016 – seja nas ruas ou na internet, Campitelli observa que quando a Igreja se une e tem um foco claro, e a juventude se reúne para fazer trabalhar em prol de outros, eles fazem a diferença, são criativos e vão além de qualquer expectativa.

O desejo dele se harmoniza com o de Cangy: as ações de compaixão não devem estar restritas a apenas uma data no calendário, mas ser um sermão diário faz a diferença na vida de cada um. “Ser as mãos e os pés de Jesus para quem precisa é um estilo de vida. O jovem tem paixão em fazer isso, e que isso não seja um dia, mas uma vida de compaixão em favor dos outros”, reforça o líder. [Equipe ASN, Jefferson Paradello, com informações de Dayane Fagundes, Andrew McChesney, Larissa Preuss e Evellin Fagundes]

Acompanhe no vídeo abaixo como foi a transmissão sul-americana:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox