Notícias Adventistas

Datas Especiais

Ação previne câncer e oferece serviços gratuitos

Além da conscientização a respeito do câncer de mama, objetivo do Centro de Vida Saudável é fazer com que público renove estilo de vida


  • Share:

tenda-cvs-correto

Porto Alegre, RS... [ASN] O Centro de Vida Saudável (CVS) – instituição sem fins lucrativos que oferece cursos e serviços gratuitos à população gaúcha ligada à Igreja Adventista do Sétimo Dia – aproveitou o movimento de final de semana no Parque da Redenção para conscientizar pessoas sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama. Os voluntários envolvidos na ação também ofereceram exames gratuitos, como o teste de glicose, pressão arterial e espirometria (capacidade respiratória).

Leia também:

Além do tradicional movimento de fim de semana, a ação foi favorecida por um evento musical que acontecia bem ao lado, em frente ao Monumento do Expedicionário – também conhecido como Arco do Triunfo. De acordo com os organizadores, mais de 100 pessoas passaram pelo estande do Centro de Vida Saudável para receber os atendimentos ou saber detalhes sobre a campanha de prevenção fundamentada na campanha Outubro Rosa.

O diretor do centro, Samuel Silva, explica o objetivo da iniciativa que é apenas a primeira das mobilizações durante o período. “Estamos aqui para incentivar as pessoas a frequentar as ações que teremos durante todo o mês. Tudo isto está acontecendo por meio de uma senhora que passou a frequentar o CVS, vindo de Sapucaia do Sul, e que chegou ali com uma situação muito grave de câncer de mama. Não tinha sequer condições de fazer quimioterapia e, ao ter as intervenções dos profissionais do Centro, deu notícia de que, há cerca de um mês, está 100% curada da doença”, relata.

Silva se referiu a Keli Cristina Silveira, uma das voluntárias engajadas na ação. Ela conheceu o centro de influência por meio de seu cunhado, que é adventista, exatamente no período delicado do diagnóstico. A partir disto, resolveu seguir a indicação do familiar e, a partir do acolhimento e das recomendações apresentadas, viu sua vida tomar novos rumos. “Fui muito bem acolhida pelo pastor, pelas pessoas e lá que me apresentaram uma nova forma de vida e, foi a partir dali que minha cura aconteceu. Eu fiz os processos orientados – quimioterapia, radioterapia e, ainda faço hormonioterapia – mas a mudança na minha alimentação foi crucial para a minha cura. Inclusive, na junta médica e nos hospitais, eu também sirvo de referência para outras pessoas por esse motivo”, lembra.

A motivação de Keli, que atua na área de biologia, passou a ser outra. Ela reforça que depois da superação da doença pretende investir mais na área de voluntariado e ajudar outras pessoas na batalha contra o câncer. “[...] Isso soa muito forte para mim depois da doença. A gente consegue se ver de uma outra forma, se sentir mais útil... Tanto o Centro de Vida Saudável como a Igreja Adventista estão me ajudando com isso. A gente quer trazer isso ao público e mostrar que temos lugares para frequentar, com pessoas dispostas para ajudar. É só a gente ter um pouco de força de vontade e perseverar que as coisas acabam acontecendo”, reforça.

Um dos voluntários envolvidos nos exames gratuitos foi o médico Lionel Leitzke, que atua na Clínica de Cirurgia e Urologia Pediátrica, em Porto Alegre. Ele estava responsável por analisar os dados obtidos nos exames de maneira imediata e também por medir a capacidade respiratória de quem passou pela tenda. Após cada atendimento, dava dicas às pessoas baseadas nos resultados. Ao ser perguntado sobre a motivação que o leva a contribuir com este trabalho nas horas vagas, Leitzke explica que a reação delas é o motivo da inspiração.

Inaugurado em abril de 2015 e localizado no Centro Histórico de Porto Alegre, o Centro de Vida Saudável dispõe seus serviços por meio do voluntariado, atividade que faz parte de um ramo presente em 77% das instituições privadas em todo o país, isto, de acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A força destes trabalhos é, inclusive, regulamentada de maneira oficial pelo governo brasileiro, que reconhece a atitude de quem doa tempo, trabalho e talento em favor do benefício social e comunitário.

Para ser um voluntário ou participar das atividades gratuitas, em áreas como nutricionismo, biologia, artesanato, culinária saudável, terapêutica, preparo físico, música e fisioterapia com habilitação em pilates, administração e cursos com foco na adaptação de imigrantes, entre o contato pelo telefone (51) 3245-7099 ou pelo e-mail [email protected] Para conhecer o trabalho do centro, acesse cvspoa.org.br. O endereço é rua General Bento Martins, número 60, Centro Histórico. [Equipe ASN, Willian Vieira]