Notícias Adventistas

Datas Especiais

Alunos aprendem sobre emoções em colégio adventista fluminense

Equipe multidisciplinar orientou alunos através de ações educativas e mobilizadoras para conscientização da prevenção ao suicídio.


  • Share:
SetembroAmarelo

Equipe do CASG no Workshop das Emoções. (Foto: Arquivo pessoal)

Dia 10 de setembro é lembrado como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. No Brasil, a iniciativa se estende por todo o mês e é chamada de “Setembro Amarelo”. A fim de chamar a atenção para a importância do assunto, o Colégio Adventista de São Gonçalo (CASG) preparou ações de conscientização para todo o mês.

A coordenadora pedagógica do CASG, Andrea Rodrigues, enfatizou que “a valorização da vida faz parte da rotina escolar do Colégio Adventista de São Gonçalo. A preocupação com o bem-estar físico, social e emocional dos estudantes pode ser percebida do devocional aos atendimentos individuais e coletivos”.

Leia também:

A escola entende que o contexto pandêmico intensificou os problemas de ordem emocional, ampliou os conflitos nas relações familiares e aumentou o número de vítimas de depressão e ansiedade. Porém, diante disso tudo, existe esperança. Após identificar no problema social a oportunidade para abordar tais assuntos, a administração do colégio abriu as atividades do “Setembro Amarelo” na última quinta-feira (09) com a primeira edição do Workshop das Emoções.

Alunos

Grupo escolar acompanha palestra de conscientização e prevenção ao suicídio. (Foto: Arquivo pessoal)

Professores, psicólogos, teólogos e enfermeiros estiveram no encontro, que reuniu um público mirim, com vontade de virar o jogo e abraçar a vida com o que ela tem de melhor. “Deus é o Autor da vida e deu Jesus para morrer por seus filhos. Como não valorizar e considerar um presente tão valioso? Sobrevivemos à pandemia da COVID-19 e precisamos ensinar aos que crescem e se desenvolvem no nosso meio a buscar a solução adequada. Viva a vida”, exultou Andrea.

Movimento durante o mês

A ação de conscientização estende-se por todo o mês de setembro e já está em desenvolvimento um projeto que vai apresentar para cada turma a utilização dos 8 remédios da natureza como forma de cuidado também com a saúde mental. Além disso, no dia 30 de setembro, uma psicóloga fará um momento especial de valorização da vida.

Rômulo Dias da Rocha, diretor do colégio, defendeu a importância do evento para os alunos e a sociedade. "A conscientização é o melhor caminho para ajudar àqueles que precisam de um apoio. Acreditamos que esse projeto pode salvar vidas. Com ele nossos alunos saberão identificar pessoas que precisam de ajuda e contribuir de alguma maneira. Nosso compromisso não está apenas com a qualidade acadêmica, por isso é importante estarmos atentos no que diz respeito à parte emocional", concluiu o administrador.

Preocupação mundial

Um relatório publicado pela Organização Mundial de Saúde em 2019 revelou que, naquele ano, mais de 700 mil pessoas cometeram suicídio, o que representa uma a cada 100 mortes. No Brasil, são aproximadamente 13 mil pessoas por ano, podendo ser números bem maiores em decorrência das subnotificações. Para evitar esse quadro, defende-se a necessidade de que toda a sociedade, principalmente escolas e unidades de saúde, estejam preparadas para reconhecer sinais e tomar as devidas providências com rapidez e segurança.


Referência:

Relatório “Suicide worldwide in 2019” da Organização Mundial de Saúde e www.setembroamarelo.com

Você também pode receber esse e outros conteúdos diretamente no seu dispositivo. Assine nosso canal no Telegram ou cadastre seu número via WhatsApp.

Quer conhecer mais sobre a Bíblia ou estudá-la com alguém? Clique aqui e comece agora mesmo.