Notícias Adventistas

Ação solidária marca Dia das Crianças em Goiânia, GO

Pessoas de todas as idades comemoram o Dia das Crianças, 12 de outubro, em mutirão de solidariedade.

13 de outubro de 2016
img_1693

Gustavo Alves recebeu dicas no local de como vencer os vícios e aceitou o curso como parar de fumar.

Goiânia, GO… [ASN] O Dia das Crianças, 12 de outubro, no CMEI do bairro Vila Redenção em Goiânia, GO, foi comemorado não só com algodão doce e pula pula. Mas também com diversos serviços gratuitos para todas as idades.

Os residentes da região contaram com atendimento jurídico, financeiro, nutricional, psicológico e médico. O pedreiro Francisco da Silva, 54 anos, mora no bairro e aproveitou para fazer alguns exames de rotina. “Me chamou a atenção esse mutirão porque teve muitas coisas que a comunidade aqui realmente precisa. Foi tudo muito bom, pude cuidar da minha saúde e realizar alguns exames de rotina que eles estavam oferecendo, como o de glicemia”, declara Silva.

Cerca de 300 pessoas que passaram pelo mutirão solidário também contaram com a impressão de fotos para documentos, corte e escova para as mulheres, aconselhamento com educador físico e doação de roupas e calçados.

Gustavo Alves, 31 anos, é servidor público e trabalha no local do evento. Segundo ele, a ação solidária realizada pelos adventistas da IASD Pedro Ludovico em parceria com o CMEI, ajudou tanto ele como as pessoas do bairro. “Eu sou tabagista e vim aqui buscar ajuda para me livrar desse vício. Me inscrevi em um curso para deixar de fumar e pude perceber como essa iniciativa foi importante para a comunidade. As pessoas da redondeza são carentes dos serviços que foram prestados, esse é um projeto muito bom”, parabeniza Alves.

Franciane Penha, moradora do bairro, escolheu diversas peças de roupas da doação para ela e sua amiga.

Franciane Penha, moradora do bairro, escolheu diversas peças de roupas da doação para ela e sua amiga.

De acordo com o pastor Caio Brandão, idealizador da ação, o projeto surgiu em um encontro da liderança de Pequenos Grupos e estava justamente no período da Lição da Escola Sabatina que tratava sobre o papel da igreja na comunidade. O intuito agora é fazer novas etapas do mutirão, periodicamente, para cada vez atender mais pessoas. “Deus providenciou tudo para a concretização dessa ação solidária, essa é a missão que Jesus nos confiou. O resultado é o brilho nos olhos das pessoas que estão sendo atendidas, a satisfação de serem bem tratados e perceber que ainda existem pessoas boas neste mundo que querem fazer o melhor pelo próximo em um mundo de tanta maldade”, ressalta Brandão.

A enfermeira Juliana Libório, 30 anos, foi uma das voluntárias. Ela é adventista e afirma que se sente útil ao participar de projetos assim. “Muitas pessoas não tem a oportunidade de ter acesso a esses serviços de forma rápida, fácil e ainda gratuitamente. Foi um dia diferente e especial, a gente fez o bem se divertindo. Existem tantas pessoas precisando de informação, muitos não sabem como está o seu próprio corpo e a sua saúde. No mutirão nós podemos instruí-los”, destaca Juliana.

Segundo Glaucia Silva, diretora do CMEI, o objetivo de prestar serviço a comunidade e abranger todas as idades foi cumprido. “O efeito dessa ação solidária foi muito positivo. Tudo o que nós temos de melhor, os nossos talentos, os nossos dons, é o que nós queremos e precisamos dispor à sociedade”, aconselha Glaucia. [Equipe ASN, Jéssica Veloso]

Confira a galeria de fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também

WordPress Image Lightbox