Notícias Adventistas

Datas Especiais

Igrejas do Rio Grande do Sul encerram 10 dias de oração com santa ceia e atividades externas

Iniciativas selaram compromisso de participantes com a vontade de Deus, além de beneficiar relacionamentos e produzir atitudes evangelísticas.


  • Share:
647c02c3-1142-4178-bf42-634ad7eea471

Fiéis adventistas de Igrejinha (RS) optaram por encerrar campanha dos 10 dias de oração em retiro espiritual.

Igrejinha, Porto Alegre, Gravataí, RS... [ASN] A campanha sul-americana que mobilizou os adventistas do sétimo dia entre os dias 18 e 27 de fevereiro teve, ao menos, duas iniciativas comuns em boa parte das igrejas do leste e sul do Rio Grande do Sul. O projeto que tinha como objetivo reforçar a busca pelo poder do Espírito Santo sobre várias áreas da vida foi marcada em seu décimo dia por cerimônias de santa ceia e atividades que levaram os fiéis ao ar livre para estar em contato com outras pessoas e observar sua criação.

O tema de estudo do último dia, sábado, 27, era a busca por uma verdadeira adoração. O pastor das igrejas adventistas da região de Igrejinha, na Serra Gaúcha, Leonir Rellinger, teve a ideia de fazer do encerramento do programa com um retiro espiritual. Os fiéis poderiam jejuar e desfrutar de momentos de oração em meio à natureza. “Eu não queria que os irmãos fossem pela música ou pelo pregador. E eu levei para o sítio porque queria que as pessoas tivessem contato com a natureza, pudessem ver a Deus e tivessem momentos a sós meditando e orando”, relata Rellinger.

Após a manhã de culto, fiéis de seis igrejas das cidades de Igrejinha, Três Coroas e Taquara, se dirigiram para o sítio localizado no interior de Igrejinha. Lá as pessoas tiveram a oportunidade de louvar a Deus, fazer uma revisão da vida em oração e testemunhar das bênçãos que tinham recebido durante os dez dias. Joselito Ferreira, processista de produção em uma fábrica de móveis, se emocionou ao dar seu testemunho, ao perceber que Deus respondera as suas orações naquele exato momento.

Para o pedreiro Eduardo Colling, que se batizou em dezembro de 2015, o evento foi ainda mais marcante. “Para mim foi tudo muito legal, lindo! A santa ceia vai me marcar para sempre, porque foi a primeira ceia que participo como adventista. Jamais esquecerei que foi no meio da natureza, ao lado de um rio, com os irmãos da igreja e os animais do sítio”, conta.

Quem ministrou a palavra foi o pastor Edson Rauber, líder do área de Mordomia Cristã da Igreja Adventista para o leste do Rio Grande do Sul. Ele falou sobre reverência e de que maneira a adoração e o serviço ao próximo estão relacionados. Ressaltou ainda que todos devem estar unidos em Cristo na pregação do evangelho, que os seres humanos têm o privilégio de fazer o trabalho que os anjos gostariam de fazer e que nada pode nos separar do amor de Deus. “Eu entendo que o pastor Leonir foi muito feliz em levar o grupo ali naquele lugar. Penso que sair um pouquinho da rotina da igreja, levar o pessoal pra natureza, é ótimo para o nosso crescimento espiritual.

Acredito que o povo cresceu espiritualmente e eu fiquei muito feliz em estar ali, também para o meu crescimento”, afirmou Rauber. Cerca de cem pessoas participaram do encontro. O que mais comoveu os participantes foi o sentimento da forte presença de Deus: “o que mais me impressionou foi a Santa Ceia, poder lavar os pés no rio e sentir Jesus mais perto de mim”, afirmou Flávia Jorge, industriária.

12787144_1042916779064687_1025014924_o

Em Porto Alegre, adventistas do bairro Glória realizaram cerimônia de lava-pés e santa ceia. Eles também firmaram compromisso entre as famílias para a realização de cultos de por do sol.

Na igreja do bairro Glória, em Porto Alegre, a programação fez com que, logo cedo, fieis interagissem entre si por meio do compartilhamento de histórias de vida onde ocorreu a ação de Deus. Ao longo do programa, momentos lúdicos que buscaram ensinar lições sobre o poder das preces feitas por toda a igreja caracterizaram o programa.

Ao fim, uma cerimônia de lava-pés, seguida por uma santa ceia com o pão em formato de cruz marcou os momentos de reflexão. O pastor do da igreja ainda desafiou os fiéis a se unirem em, ao menos, duas famílias, para se conhecerem e realizarem cultos de por do sol uns com os outros, fortalecendo a comunhão e o relacionamento das pessoas.

12771947_831986440247108_1119578557088333859_o

Grupo de jovens de Gravataí foi às ruas para cantar e oferecer orações aos pedestres e pessoas que estavam sentadas em praças e pontos de ônibus.

Na igreja de Monte Belo, em Gravataí, o culto matutino foi repleto de oração com os fiéis, sermão especial sobre o projeto e um ambiente mais reservado para quem pretendia buscar a presença de Deus a sós. “Saí do culto com a alma descansada no Senhor. As orações e a mensagem musical foi de muita entrega do coração e o sermão maravilhoso. Deus seja louvado sempre por usar pessoas para nossos momentos de adoração, nos encher de gratidão e amor a Ele”, conta a professora Niciléia Duarte.

Porém, a mobilização não parou aí. A tarde, um grupo de jovens foi às ruas para cantar e oferecer orações aos pedestres e pessoas que estavam sentadas em praças e pontos de ônibus. O próximo projeto que vai envolver as igrejas em países sul-americanos será a Semana Santa, entre os dias 19 e 26 de março. Para saber mais, acesse o site oficial clicando AQUI. [Equipe ASN, Willian Vieira, com informações de Érica Lucile e Fabiano Dresch]

Veja imagens do encerramento dos 10 dias de oração nas igrejas: