Notícias Adventistas

Vítima de câncer se recupera após programa de 10 Dias de Oração

A cabeleireira Maria José foi diagnosticada com câncer na medula há cerca de dois anos. Desenganada pela medicina, ela afirma estar curada.

29 de fevereiro de 2016
Ao centro, Maria do Amparo e seu esposo oram com sua amiga Maria José, já curada do câncer.

Ao centro, Maria do Amparo e seu esposo oram com sua amiga Maria José, já curada do câncer

Jundiaí, SP… [ASN] “Tenho certeza que foi o poder da oração que me curou”, revela a cabeleireira Maria José, vítima de um câncer na medula óssea. Há dois anos, Maria lutava contra a doença severa que a desestruturou completamente. “De repente, vi minha vida virar de ponta cabeça com a notícia do câncer. Foi então que pedi a Deus forças para superar e vencer. Sabia que sozinha jamais conseguiria sobreviver”, conta.

Leia também:

Durante o tratamento, Maria não estava sozinha. Amigas há 23 anos, com mesmo nome e profissão, Maria do Amparo permaneceu ao lado da amiga todos os dias. “Ela é a irmã que pedi a Deus. Quando soube da doença, clamei a Deus pela cura. Não podia aceitar que ela morresse”, confessa. Maria do Amparo juntou-se ao marido e ambos começaram a orar pela recuperação da amiga.

Maria iniciou a quimioterapia e ficava cada vez mais debilitada. Em janeiro deste ano, a doença piorou e ela viu sua vida por um fio. O câncer na medula afetou profundamente suas plaquetas – células do sangue presentes no processo de coagulação sanguínea. Para manter-se viva, ela precisava ter 40 mil em seu corpo, mas não passavam de 3 mil. Várias infusões foram feitas, mas nenhuma com resultado positivo. Os médicos afirmaram que em poucos dias Maria poderia morrer devido a hemorragias ou falência de órgãos.

Oração intercessora

Nesta situação, ela assume ter desistido de lutar pela vida: “Entreguei-me a Deus. Já estava preparada para partir, pois não aguentava mais aquele sofrimento.” Foi então que sua amiga, Maria do Amparo, decidiu convidar todas as pessoas da igreja adventista onde frequenta, em Jundiaí, para orar por Maria no programa Unidos em Oração: 10 Dias de Oração e 10 horas de Jejum.

“Eu, meu marido e toda a igreja oramos por Maria, a fim de que ela saísse do hospital e voltasse para casa. Principalmente, para que Deus a ajudasse a recuperar suas plaquetas”, explica. A partir da iniciativa de Maria do Amparo, um milagre começou a acontecer.

Maria foi liberada pelos médicos, que acreditavam não poder fazer mais nada por ela. No entanto, em sua casa, ela começou a se recuperar. Durante os 10 Dias de Oração, Maria começou a melhorar. Sua plaquetas subiram completamente, ela voltou a se movimentar e a ter mais disposição. No final da semana, ela já voltou a trabalhar, contrariando as perspectivas médicas. De volta ao hospital, a cabeleireira conta que os médicos ficaram surpresos com sua recuperação.  Eles a olharam e disseram que sua cura é um verdadeiro milagre. Inexplicável.

Juntas, elas comemoram a cura do câncer de Maria.

Juntas, elas comemoram a cura do câncer de Maria.

De acordo com Maria, “Deus nunca desistiu de mim, nem a minha amiga, Maria do Amparo.” Ela acredita que sua recuperação repentina é resultado da oração da amiga e de toda a igreja adventista central de Jundiaí. Na prática, o que essas pessoas fizeram faz parte da ênfase da Igreja Adventista para os próximos cinco anos: Desafio 1+1: Meu Talento, Meu Ministério – programa que incentiva os adventistas a usarem seus talentos para pregar sobre Jesus, inclusive por meio da oração. (Veja mais sobre o Desafio 1+1)

Gratidão

No sábado, dia 27 de fevereiro, Maria visitou a Igreja Adventista pela primeira vez. Durante o culto, ela foi convidada para compartilhar sua história. “Além disso, eu também quis agradecer àquelas pessoas desconhecidas que oraram verdadeiramente por mim, mesmo sem professarmos a mesma fé”, esclarece. “Deus operou um milagre em minha vida e eu voltei a sonhar.”

Para a sua amiga, Maria do Amparo, Deus nunca a abandonou. Prova disso é a amizade que perdura e fortalece uma a outra. Como ela diz, “a oração é a forma mais simples de falar com Deus, porém, a mais eficaz. Quando pedimos a Deus cura, Ele nos dá o que é melhor. Eu só clamei a Ele pela minha amiga/irmã, que eu amo de todo coração, e fui atendida prontamente”, finaliza.

Unidos em Oração

Programa atingiu todo o Estado de São Paulo.

Programa atingiu todo o Estado de São Paulo.

O programa Unidos em Oração: 10 Dias de Oração e 10 Horas de Jejum é uma iniciativa da Igreja Adventista mundial para fortalecer a vida espiritual dos adventistas, amigos e interessados. Neste ano, a Igreja se uniu para orar por 10 motivos especiais: comunhão com Deus, vida mais pura, uso adequado dos dons, atitudes honestas, fidelidade, equilíbrio, domínio próprio, vida modesta, relacionamentos e verdadeira adoração.

Entre os dias 18 a 27 de fevereiro, mais de 240 mil pessoas no Estado de São Paulo participaram deste programa. Membros de algumas igrejas visitaram e oraram com pessoas em asilos e orfanatos, além de desenvolverem algumas ações solidárias, sempre com a oração como fundamento. Segundo a coordenadora para todo o Estado de São Paulo, professora Irene Lisboa, “a oração intercessora une os corações. Orar pelos amigos é se preocupar com suas dores e celebrar suas alegrias. É colocá-los junto ao trono de Deus para que possam receber o milagre da bênção”, conclui. [Equipe ASN, Jhenifer Costa]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox