Notícias Adventistas

TV Novo Tempo chega ao Complexo Penitenciário da Papuda

Detentos do presídio no Distrito Federal, conhecido por receber condenados do mensalão, terão acesso aos programas da emissora.

16 de dezembro de 2015
ao centro: Paulo Tavares

Doutor João Carlos Lóssio, Paulo Tavares e Cláudia Marciel durante o evento. Programação da TV Novo Tempo oferece conteúdos sobre família, saúde e espiritualidade

Brasília, DF… [ASN] Brasília, 10 de dezembro de 2015. O dia em que a esperança atravessou as grades e portões da unidade de segurança máxima do maior presidio do Distrito Federal. A partir desta data, milhares de presos que cumprem pena na Papuda passaram a ter acesso à programação da TV Novo Tempo em suas celas.

O Complexo Penitenciário da Papuda é formado por cinco presídios e abriga, aproximadamente, 15 mil detentos. A casa de detenção ganhou destaque na mídia nos últimos meses por receber os condenados no julgamento do mensalão.

Leia também:

O projeto de instalar canais de TV a cabo e um sistema de controle unificado é uma parceria entre a sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia do Distrito Federal e a Subsecretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. O novo sistema vai permitir que os agentes controlem os horários e a programação nas TVs instaladas em cada cela, como explica a agente de atividades penitenciárias Cláudia Marciel.

“Antigamente os internos assistiam o que queriam e frequentemente ficavam expostos a programas que incitam o crime. Agora nós conseguimos ter o controle do horário e estabelecer que em todas as televisões passem um único programa”, explica Cláudia.

Programação diferenciada

Ao todo, seis canais estarão disponíveis no novo sistema, entre canais abertos e de TV acabo. Outra vantagem do sistema está na possibilidade de inserir filmes e vídeos de cunho cultural e educativo para os detentos através de um dispositivo USB.

SistemaNT_Papuda

Gabinete de controle instalada no presídio da Papuda, em Brasília

O projeto ainda vai passar por um período de teste, mas a iniciativa, que é inédita no Brasil, vem chamando a atenção de vários órgãos do governo e a perspectiva é que o sistema seja reproduzido nas penitenciárias em todo o território nacional. A funcionalidade do sistema foi destacada durante cerimônia de inauguração pelo subsecretário do Sistema Penitenciário do Distrito Federal, João Carlos Lóssio.

“Quando começaram a instalar, vieram aqui alguns  líderes do Estado e ficaram impressionados com o potencial e amplitude desse projeto. Inserir um canal com qualidade de conteúdo e de cunho religioso certamente atingirá milhões de pessoas, tanto os internos, como seus familiares e os próprios trabalhadores do sistema penitenciário”, evidencia Lóssio.

“A relevância dessa iniciativa está ligada diretamente em ajudar os indivíduos para o retorno deles ao convívio social”, acrescenta o diretor da Penitenciária do Distrito Federal II ( PDF-II), Ricardo Pedroza Martirena.

Liberdade

A ideia de inserir a programação da TV Novo Tempo no estabelecimento prisional nasceu de uma conversa descontraída entre a agente de atividade penitenciárias Cláudia Marciel e o desenvolvedor de sistemas Paulo Tavares durante uma reunião do Pequeno Grupo que frequentam.

“A Cláudia começou a frequentar o nosso Pequeno Grupo e estudar a Bíblia conosco. Um dia nós conversamos sobre a necessidade de aumentar a presença da Igreja Adventista dentro do presídio da Papuda. Eu imaginei que poderíamos instalar uma antena para receber o sinal aberto da Novo  Tempo e colocar uma TV em algum espaço comum”, conta Tavares. “Mas Deus foi dirigindo todos os detalhes e o projeto ganhou dimensões muito maiores.”

Eles compartilharam o projeto com os líderes da sede administrativa da Igreja Adventista para Brasília e cidades do entorno, que apoiaram e patrocinaram a iniciativa junto às entidades administrativas do presídio da Papuda. “Nós abraçamos esse projeto e investimos nele porque entendemos que, como Igreja, temos uma responsabilidade social para com a comunidade que estamos inseridos. Através desse projeto nós cremos que os que estão encarcerados poderão ser verdadeiramente livres em Cristo”, destaca Fernando Rios, secretário executivo da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Planalto Central. [Equipe ASN, Liane Prestes]

Veja abaixo algumas imagens da cerimônia:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox