Notícias Adventistas

Profissionais adventistas apostam em jogos eletrônicos como método evangelístico

Encontro sul-americano discutiu possibilidades que podem ser utilizadas para que a Igreja cumpra sua missão.

30 de março de 2014
Profissionais-adventistas-desenvolvem-jogos-eletronicos-como metodo-evangelistico2

Com base em pesquisas, Pereira pontuou os resultados de maior absorção de conteúdos por meio de jogos.

Brasília, DF… [ASN] A geração que nasceu após os anos 2000, chamada de Z ou Millenium, cresceu imersa num mundo cheio de games. Entre os adventistas do sétimo dia ainda é recente e embrionária a iniciativa de explorar jogos e aplicações para falar da Bíblia. Mas essa realidade começa a mudar, como pôde ser visto no Global Adventist Internet Network (GAiN), evento que reuniu profissionais adventistas de comunicação e web entre os dias 25 e 31 de março.

Na palestra “Vamos entrar no jogo?”, ministrada no dia 28 de março pelo criador de games Filipe Rodrigues Pereira, os mais de 300 participantes ouviram sobre os aspectos que fazem dos métodos lúdicos uma ferramenta eficaz para treinar, ensinar, transformar e levar o evangelho aos jogadores. Em sua fala, o programador mostrou o resultado de pesquisas que apontam a maior absorção de conteúdo no processo de aprendizado através de jogos se comparado ao uso de literatura, áudio ou vídeo. A abordagem abriu discussões e despertou ideias para usar essa possibilidade como uma ferramenta no cumprimento da missão adventista.

Leia também:

“Muitas pessoas apareceram aqui com ideias diferentes. Os temas são básicos e claros: jogos e aplicativos que melhoram o trabalho da Igreja para evangelizar e para difundir o que a gente conhece”, contou o palestrante. Segundo ele, é um padrão da Igreja trabalhar com cautela diante de um novo meio, mas a expectativa é boa. “Vimos isso na criação da TV Novo Tempo, na aplicação do site adventistas.org, mas quando ela entra [em um projeto], entra para valer. Tenho acompanhado algumas coisas que podem se tornar um projeto a médio prazo. O primeiro foco seria os jovens, porque eles estão mais perto dos jogos.”

Profissionais-adventistas-desenvolvem-jogos-eletronicos-como metodo-evangelistico

Marvin King (direita) também acredita que jogos que estimulam interação e engajamento podem atrair a atenção das pessoas para os temas bíblicos

A possibilidade de atrair as pessoas com meios que estimulam interação e o engajamento foi tratada também na palestra “Gamification”, esclarecendo que aplicação não precisa ser eletrônica. A “gamificação” dos projetos desenvolvidos pela Igreja Adventista com finalidade de ter eficácia no alcance da mensagem foi a abordagem de Marvin King, gerente de web da Adventist World Radio.

O assunto voltou ao auditório do GAiN no dia 29 com a palestra de Sam Neves, pastor na Inglaterra e criador do Heroes – The Game, o primeiro jogo eletrônico adventista. Com 23 mil jogadores em 120 países, o aplicativo foi desenvolvido para dispositivos móveis no sistema iOS e estará disponível em breve para Android. Sam apresentou à plateia os novos personagens da próxima versão do game: José, Isaque, Jacó, Noé e Moisés.

Profissionais-adventistas-desenvolvem-jogos-eletronicos-como metodo-evangelistico4

Heroes é o primeiro jogo bíblico adventista lançado para a plataforma iOS.

Outra novidade da palestra foi a divulgação do jogo que será desenvolvido pelos mesmos criadores do Heroes. Baseado no livro de Daniel capítulo 7, os primeiros rascunhos de A Profecia foram apresentados por Neves, que explicou como o aplicativo funcionará com o intuito de ensinar as profecias. “Todo o objetivo é fazer a pessoa aprender a Bíblia, e não um mero entretenimento”, ressaltou. [Equipe ASN, Gustavo Cidral]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox