Notícias Adventistas

Novo Tempo apoia implantação de canal televisivo em Papua Nova Guiné

Profissionais viajaram ao local para ajudar a produzir programas para iniciar emissora adventista no país.

19 de fevereiro de 2015
Novo-Tempo-apoia-implantacao-de-canal-televisivo-em-Papua-Nova-Guine1

Diretor de imagens da TV Novo Tempo treina equipe local.

Port Moresby, Papua Nova Guiné… [ASN] Com uma volta quase completa no globo, cinco brasileiros chegaram à Papua Nova Guiné no dia 21 de janeiro para se juntarem a um grupo de mais 16 profissionais de comunicação de outros dez países com o objetivo de criar a base para um canal de televisão adventista na localidade. O grupo internacional foi recebido por 30 papuásios compostos por pastores e membros da igreja adventista das 19 províncias do país.

Leia também:

Papua Nova Guiné tem cerca de seis milhões de habitantes e é um dos lugares com maior diversidade cultural no mundo. São mais de 800 línguas diferentes. A maior parte da população vive em pequenas comunidades e vilarejos. A capital, Port Moresby, é a maior cidade do país, com pouco mais de 250 mil habitantes, e conta com uma estrutura urbana limitada.

A presença adventista na região é notável e influente. Apenas na capital são mais 70 igrejas. As construções são simples, mas os bancos estão sempre cheios. Dos 25 ministros de estado, seis são adventistas do sétimo dia, e com o apoio dos mesmos e apresentação do material já produzido, o governo já concedeu uma licença para transmissão do futuro canal em todo o país.

Ajudar a expandir

A missão dos profissionais que se deslocaram até lá era produzir 300 programas de televisão e treinar a equipe local para dar continuidade ao projeto após os 30 dias de intenso trabalho. No sistema de aprendizagem, cada um dos colaboradores internacionais era sempre acompanhado por profissionais locais em cada atividade. Foram produzidos aproximadamente 200 sermões e, espelhando a proposta de programação da TV Novo Tempo, também foram realizadas séries sobre saúde, finanças, música, jovens e testemunhos.

O país é conhecido com “a terra do inesperado” e a equipe pôde constatar a realidade do ditado popular conhecendo a história de um dos pastores que participou do projeto. Jonathan Wera viajava a pé para uma das vilas ainda sem presença adventista e foi picado por uma papuan black, a cobra mais letal da região. Depois de orar, o pastor e todo o vilarejo aguardavam os efeitos da picada.

Após um dia, ele estava completamente saudável e apenas isso foi o necessário para que o povo aceitasse o poder do Deus que aquele pastor vinha representar. Antes de deixar o local, Wera plantou duas palmeiras e disse aos moradores que entre aquelas duas árvores um dia seria erguida uma igreja adventista. Hoje ela existe exatamente entre as palmeiras e tem mais de 100 membros.

Projetos como o realizado em Papua Nova Guiné acontecem esporadicamente. Quando um país tem condições mínimas começar o desenvolvimento de um canal de televisão, o Hope Channel, órgão da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia que coordena a rede de canais da denominação em todo o mundo, aciona profissionais de canais já estabelecidos e desenvolvidos para que o empurrão inicial seja dado. O próximo projeto como esse acontece em abril deste ano nas ilhas Fiji. [Equipe ASN, Sâmela Carvalho]

Veja mais imagens do projeto:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox