Notícias Adventistas

Mais de 20 mil pessoas já estudaram a Bíblia via WhatsApp com a ajuda de robôs

Novo recurso disponibilizado pela Igreja Adventista permite que o estudo aconteça inteiramente pelo aplicativo, contando com a ajuda da tecnologia ou interação humana

Por Mauren Fernandes 18 de novembro de 2019

A ferramenta também possibilita que o estudo seja feito com outros amigos, em um grupo no aplicativo de conversas. (Foto: Shutterstock)

Recentemente, a Igreja Adventista, em parceria com a Escola Bíblica Digital da Novo Tempo, lançou a opção de estudar a Bíblia através do aplicativo de conversas WhatsApp. O app está presente em 98% dos smartphones no Brasil e mudou a maneira de se comunicar em todo o mundo. Segundo os líderes da Igreja Adventista, a nova estratégia surgiu após observar o comportamento dos usuários na internet. A maior novidade é a utilização de robôs virtuais para a realização do estudo da Bíblia.

O gerente de estratégias digitais na sede sul-americana da Igreja Adventista, Carlos Magalhães, explica que o WhatsApp permite uma abertura maior para conversar e se relacionar de forma mais verdadeira com o interessado. “Nas mídias digitais percebemos que as pessoas querem ter alguém para ouvi-las de forma empática, sem julgá-las. Além de oferecer atenção e amizade, estamos compartilhando esperança através do estudo da Bíblia e oração”, ele salienta.

Leia também:

Como funciona

O contato via WhatsApp pode acontecer de três formas:

adv.st/queroestudar – Esse é um link para quem deseja estudar a Bíblia de forma individual. Ao acessar esse link, o interessado será direcionado para a conversa no aplicativo ou na versão web do WhatsApp. A partir desse momento, basta seguir os passos indicados pelo robô.

adv.st/darestudobiblico – Esse é um link para quem deseja estudar a Bíblia com um interessado. Ao acessar esse link, você será direcionado para a conversa no aplicativo ou na versão web do WhatsApp. Como no link anterior, basta apenas seguir os passo indicados pelo robô, que vai orientá-lo a criar um grupo com a outra pessoa.

adv.st/queroconversar – Esse é um link para quem deseja receber atendimento, tirar dúvidas ou conversar com a equipe da Escola Bíblica Digital. Acessando o link e mandando um “Olá”, o interessado já está cadastrado na fila de espera para ser atendido. Nessa modalidade, o atendimento é feito por uma pessoa e não pelo robô.

Instruções do robô antes de começar o estudo bíblico em dupla. Perceba que é preciso criar um grupo, incluindo o interessado e o número da Escola Bíblica Digital. (Imagem: Reprodução)

Atualmente, três tipos de estudos estão disponíveis: Entre família; Ensinos de Jesus; e Apocalipse – Revelações de Esperança. Segundo o coordenador da Escola Bíblica Digital, pastor William Timm, a linguagem informal é uma das vantagens desse método. “Esse modelo gera confiança, praticidade e suavidade para conhecer a Bíblia. Muitas pessoas sentem-se à vontade e até abrem coisas muito pessoais que lhes incomodam”, ele conta.

A praticidade, citada por ele, vai além da facilidade de estudar a Bíblia na palma da mão. Também se aplica no caso de pessoas que se encontram em locais sem presença adventista, tanto no Brasil como em outros países, não dependendo de um encontro físico para tirar dúvidas. “Em outros casos, já atendemos pessoas que tinham preconceito com a Igreja Adventista e quebram suas ideias negativas com uma simples conversa via WhatsApp”, relembra Timm.

Resultados já visíveis

Atualmente, 7400 pessoas estão estudando a Bíblia através desse método e, desde que foi implantado, mais de 20 mil já completaram os estudos, com mais de mil encaminhamentos para igrejas locais. Uma dessas pessoas foi o carioca Ivan Marchi, que disse ter se impressionado com o que ouvia sobre os adventistas. “Procurei a Igreja Adventista pela sua estrutura evangelística e pelo ensino da oração”, ele contou.

Ivan destacou a facilidade de acesso e a disponibilidade de horário que encontrou no estudo via WhatsApp. O atendimento recebido pela equipe da Escola Bíblica Digital também marcou o processo. “Foi muito bom atendimento que recebi da equipe. Continuei até o fim pela dedicação deles, que foi o que faltava para a minha decisão.” Após completar os estudos Ensinos de Jesus e sobre o Apocalipse, Ivan foi encaminhado para a Igreja de Botafogo, no Rio de Janeiro, onde recebeu apoio e foi batizado recentemente.

Ivan sendo batizado, no Rio de Janeiro, após realizar estudar a Bíblia via WhatsApp. (Foto: Arquivo Pessoal)

Segundo o líder sul-americano de comunicação da Igreja Adventista, pastor Rafael Rossi, é preciso levar o conhecimento da Bíblia onde as pessoas estão. “O celular e a conexão com a internet trouxeram mais informação para as pessoas e uma maneira mais eficaz e eficiente de se comunicar. A igreja precisa alcançar as pessoas onde elas estão e com os recursos que elas têm à disposição”, conclui Rossi.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox