Notícias Adventistas

Comunicação

Jovens do Distrito Federal doam sangue no Dia Mundial do Jovem Adventista

Projeto Vida por Vidas é forte aliado da Fundação Hemocentro de Brasília.


  • Share:
Vida por vidas

Belchior (à esq.) e Josiellen afirmam que o Vida por Vidas é de grande importância para o hemocentro.

Brasília, DF... A estudante Larissa Macedo participa do Vida por Vidas há oito anos, porém inicialmente era doadora esporádica. No ano passado, a Fundação Hemocentro de Brasília entrou em contato com ela perguntando se a estudante gostaria de ser doadora regular, pois o sangue de Larissa é O negativo, doador universal. “Isso despertou em mim uma curiosidade. Vim conhecer o Hemocentro para saber mais sobre a doação de sangue. Isso me sensibilizou”, conta.

Felizmente nenhuma pessoa próxima de Larissa já precisou de doação, porém, para a estudante isto não é motivo para não doar. “Estou fazendo o que gostariam que fizessem por mim. É uma atitude de amor mesmo sem conhecer. Se eu não posso ajudar de uma outra forma, indo em abrigos, distribuindo sopa... mas, pelo menos, posso doar meu sangue que é vida”, explica.

Larissa (última fileira à dir.) e outros jovens tiraram um tempinho de seu sábado para fazer o bem ao próximo.

Larissa (última fileira à dir.) e outros jovens aproveitaram o Dia Mundial do Jovem Adventista para fazer o bem ao próximo.

Neste sábado, 19 de março, Dia Mundial do Jovem Adventista, Larissa e mais 49 jovens foram até o Hemocentro realizar este ato de amor. Destes 39 estavam aptos à doar. Segundo a assistente social da instituição, Josiellen Rezende, este é um número bom de aptidão. “O Vida por Vidas é uma das parcerias mais fortes que temos, pois são doações contínuas e os doadores tem um bom estilo de vida”, salienta.

Em feriados é comum haver uma baixa nos estoques dos hemocentros, por esse motivo a data para a realização da campanha foi escolhida a dedo, próxima ã Páscoa. Mesmo assim, há alguns anos a instituição está acostumada a receber doadores do Vida por Vidas todos os sábados, pois o objetivo do projeto é incentivar a doação contínua e regular. “Há três anos eu trabalho aqui praticamente todos os sábados, e a gente percebe sempre a Igreja Adventista, através dessa campanha, muito presente. E isso ajuda muito o hemocentro, ajuda muito as pessoas. E são doadores frequentes, o que auxilia a qualidade do sangue”, afirma Belchior Santos, enfermeiro.

Vida por vidas_4

Para Larissa, doar sangue é um ato de amor.

Para quem tem a mesma curiosidade de Larissa, a Fundação Hemocentro de Brasília está de portas abertas para receber aqueles que desejam doar, mas ainda tem dúvidas relacionadas ao assunto. “Existem pessoas que têm medo. O desconhecido gera medo, por isso é interessante a pessoa agendar uma visita e conhecer o serviço”, sugere Santos.

O Dia Mundial do Jovem Adventista é comemorado em mais 150 países e marca o início do evangelismo da Semana Santa na América do Sul, que está sendo realizado até o dia 26 de março. Estima-se que cerca de oito milhões de jovens foram às ruas participar de trabalhos sociais assim como o Vida por Vidas. O pastor Hassani Nascimento, diretor dos Jovens Adventistas do Planalto Central, explica que este dia dá o tom para todas as atividades a serem desenvolvidas ao longo de 2016. "Esse ano foi muito bom vê-los envolvidos não só com a doação de sangue, mas com muitas ações sociais nas suas igrejas e comunidades. Mostrando assim que a maneira correta de comemorar este dia é servindo aos outros", diz. [Equipe ASN, Pâmela Meireles]

Para saber mais sobre doação de sangue acesse o site da Fundação Hemocentro de Brasília clicando aqui.