Notícias Adventistas

Imprensa capixaba e nacional destacam ação solidária de Escola Adventista

O projeto “Doe fios de Alegria” levou alunos, pais e professora a doarem mechas de cabelo para crianças em tratamento de câncer.

20 de outubro de 2015
IMG_9621

A matéria da Record News foi veiculada em rede nacional.

Vitória, ES… [ASN] Cerca de 70 pessoas – entre crianças, pais e professoras – decidiram cortar o cabelo juntas para doar a uma instituição que cuida de crianças com câncer. A ação aconteceu na Escola Adventista da Serra, região metropolitana do Espírito Santo, e fez parte do projeto “Doe fios de alegria”, que montou uma espécie de salão solidário. Crianças de 5 a 10 anos cortaram, no mínimo, 10 cm de cabelo. A iniciativa chamou a atenção da imprensa capixaba e rendeu matéria em rede nacional.

A TV Record News, canal de notícias da Record para TV aberta, divulgou a ação para todo o Brasil na edição noturna do jornal Hora News. Na matéria, crianças e professores falaram do ato. O link da reportagem ainda não foi disponibilizado.

IMG_9671

A TV Vitória (afiliada da Record) veiculou matéria em dois programas.

Já a TV Gazeta (afiliada da Globo) produziu matéria que foi veiculada no programa ESTV 2ª Edição e Bom Dia ES. A TV Vitória (afiliada da Record) veiculou reportagem no Jornal da TV Vitória e no programa Fala Manhã. Por fim, a TV Tribuna (afiliada do SBT) divulgou matéria no Tribuna Notícia 2ª Edição.

Capa em dois impressos

ESCOLA ADVENTISTA

Projeto saiu na capa do Jornal A Gazeta, o de maior circulação do ES.

A iniciativa também foi destaque nas capas dos jornais A Gazeta e Notícia Agora que, juntos, têm a maior circulação do Estado. As equipes de reportagem estiveram na escola e conversaram com alunos, pais e professores, além de fazer foto.

No online, os sites G1, Gazeta Online, Portal Tempo Novo, ESHOJE, Sim Notícias e Revista Comunhão fizeram cobertura sobre o projeto.

Projeto

Na Escola Adventista da Serra foi montada uma estrutura de salão, personalizada e toda rosa em alusão ao Outubro Rosa. Quatro cabeleireiros fizeram cortes simples e estocaram o material. As mechas serão doadas, posteriormente, à Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc), localizada em Vitória.

Ane

Anny exibe orgulhosa as mechas ao lado da mãe.

A pequena Anny Caroliny da Silva Matos Ventura, de seis anos, convenceu a mãe a deixá-la cortar o longo cabelo, que já estava quase nos joelhos. Apesar de novinha, ela já entende o porquê do ato. “Eu estou cortando o cabelo para dar para quem tem câncer e está careca”, diz.

Assim como ela, outras crianças também resolveram doar. As irmãs Maria Eduarda e Maria Luiza Rocha, de onze e nove anos, cortaram bem curtinho e saíram com a sensação de dever cumprido. “A minha felicidade é ver as outras pessoas felizes”, disse Maria Eduarda. Já Maria Luiza, apesar de gostar do cabelo grande, saiu realizada. “Eu quis cortar o cabelo não só porque fica bonito, mas pela ação solidária. É muito bonito da parte de alguém doar o seu cabelo para fazer outra pessoa feliz”, destacou.

Presente especial

Quem idealizou o projeto comemorou o resultado. A professora Ketiner Souza Andrade planejou a ação, mas não esperava tanta adesão. Ela, que conviveu com o câncer da mãe quando era criança, se emocionou ao também doar uma parte do cabelo.  “A educação é você não ficar só no muro da escola, é você sair e ajudar pessoas que estão passando por momentos difíceis.  As crianças aprenderam como prevenir o câncer e como ajudar. É maravilhoso o sorriso delas e satisfação em doar”, explicou.

Meninas

Isabeli (a primeira da direita para a esquerda) mostra o resultado ao lado de outras colegas que também cortaram o cabelo.

Até quem estava fazendo aniversário decidiu presentar. “Eu acho muito legal porque hoje eu dei o meu presente para eles e estou muito feliz”, contou Isabeli Goese Barbosa, de nove anos. A mãe da Isabeli, Sueila Goese, e a irmã, de quatro anos, Grazieli, também doaram. “O coração fica emocionado e feliz porque, enquanto pais,  o que mais nós esperamos dos nossos filhos é que eles entendam o propósito que a escola está oferecendo”, pontuou a mãe.

Na sala de aula

As ações em alusão ao Outubro Rosa, mês de prevenção ao câncer feminino, aconteceram durante várias semanas. Os alunos trabalharam o tema através de atividades em sala e receberam a palestra de uma criança de apenas quatro anos que tem leucemia e uma mãe de aluno que também convive com a doença. “A escola tem como objetivo trabalhar valores e princípios. Entendemos que estimular a solidariedade pode fazer com que eles se tornem adultos mais conscientes”, ressaltou a diretora da Escola Adventista da Serra, Luciana Ritter. [Equipe ASN, Ayanne Karoline]

Confira a matéria da TV Gazeta

Confira a matéria da TV Vitória

Confira a matéria da TV Tribuna

 

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox