Notícias Adventistas

Ideias criativas são realizadas durante quarentena da Covid-19

Reuniões, cultos, cursos e treinamentos on-line, são algumas estratégias usadas por membros e líderes da Igreja Adventista durante a pandemia do Covid-19 (corona vírus).

Por Fabiana Lopes 31 de março de 2020

Há quem diga que as melhores invenções surgem em momentos de quarentena. A própria internet surgiu durante um período de guerra entre os Estados Unidos (EUA) e a antiga União Soviética (URSS), no final da década de 60. Por volta de 1990 é que a internet se tornou disponível à população e ainda bem diferente do que existe atualmente. Outros itens criados em momentos de guerra foram: leite condensado (para alimentar soldados nos campos de batalha da Guerra de Secessão, entre 1861-1865); computador, laser e GPS (durante a Guerra Fria, de 1947 a 1991), a margarina (durante a Guerra Franco-Prussiana, em 1870/1871), e tantos outros.

Calma! Não queremos que outras guerras aconteçam para estimular a criatividade, mas uma quarentena é capaz de ajudar neste processo. Prova disso são as iniciativas que surgem durante o período em que grande parte do comércio permanece fechado em diversos países e estados brasileiros, além de escolas, creches e várias empresas utilizando o mecanismo de home office para parte dos funcionários.

Mudança no padrão de uso da internet

O isolamento por coronavírus mudou o padrão de consumo da internet no Brasil. De acordo com Julio Sirota, gerente de infraestrutura do IX.br, “o que estamos percebendo, além de pequeno aumento de banda consumida, é uma mudança no perfil do uso de cada horário”, salienta. Segundo Sirota, o uso diário fica mais parecido com o de um domingo: cresce durante a manhã, atinge um patamar à tarde e tem pico à noite. Este aumento está acima do tráfego normal.  (Fonte: G1)

Escola Sabatina on-line é destaque na mídia no RJ

A iniciativa da classe jovem da Igreja Adventista de Botafogo foi destaque na mídia. Foto: divulgação

A primeira reunião deles aconteceu no dia 21 de março, Dia Mundial do Jovem Adventista, GYD, e já tiveram mais de 600 visualizações do conteúdo. Neste último sábado (28), eles tiveram novamente uma boa audiência: mais de 400 visualizações do conteúdo já foram feitas pelo canal no YouTube: Adventistas Botafogo. Jovens de outros estados como São Paulo e Espírito Santo também participaram, e até da Alemanha.

Para o organizador da ideia, pastor e professor de religião do Colégio Adventista de Botafogo, Paulo Henrique Vieira, a ideia já está gerando outras. “Recebi feedbacks positivos, pois ajustamos algumas coisas com base em algumas observações que tive de alguns amigos, percebi que algumas pessoas já estão mencionando ideias de começarem a fazer estudos bíblicos online, citando nossa live como exemplo de inspiração”, diz.

Grupo de oração pelo Whatsapp

O grupo de oração funciona pelo WhatsApp e tem duração de 40 dias. Foto: divulgação

A ideia de reunirem o grupo surgiu bem antes do coronavírus aparecer, e não é que agora está sendo mais útil do que se imaginava? São grupos de oração por famílias, casais, filhos e diversos outros motivos.

Adjane Firme é a líder do Ministério da Mulher da Igreja Adventista na região central do Rio de Janeiro e tem gravado áudios para criar este projeto desde o ano passado. Neste momento, ela diz que a ideia está sendo muito adequada para este momento.

“É o oitavo projeto que administro pelo Whatsapp. Tem sido uma experiência incrível e emocionante. Tenho aprendido a utilizar cada vez melhor esta ferramenta que Deus nos deu para salvação de almas e para levar esperança aos corações. Todos os dias o grupo é aberto para momentos de oração e agradecimento, fico impressionada com a resposta dos participantes e os milagres que vemos acontecer”, salienta Adjane.

Em 2019, segundo Adjane, foi possível finalizar o projeto com um encontro presencial. Neste ano é diferente, no entanto, ela afirma que a proximidade é sentida de igual forma. “Nos sentimos próximos uns dos outros, pois o grupo desenvolve empatia e amor ao orarmos juntos. Cerca de 90% são mães e apenas 10% são pais. Apesar de não podermos organizar um encontro presencial, as redes sociais nos permitem uma aproximação mais estreita através de lives e vídeos. Estamos planejando encontros virtuais e um encerramento especial do projeto”, finaliza Adjane.

Alguns relatos anônimos de mães que já participaram do grupo de oração:

“Comecei a orar por meu esposo e meu lar. Meu esposo era muito violento e agressivo… Pra minha surpresa ele começou a buscar mais a Deus, está mais calmo, mais compreensivo e amoroso comigo e com nossos filhos.”

“Esse projeto foi tão incrível em minha vida que decidi compartilhar as mensagens aqui em Belém do Pará. Centenas de pessoas estão participando! Está sendo uma bênção! Adjane, obrigada pela sua dedicação ao chamado desse projeto, que Deus continue abençoando vc e sua família.”

“Comecei a orar por meu esposo e meu lar. Meu esposo era muito violento e agressivo… Pra minha surpresa ele começou a buscar mais a Deus, está mais calmo, mais compreensivo e amoroso comigo e com nossos filhos.”

O Projeto ‘Guardiã do lar – Mães que revolucionam o mundo’ já foi lançado em áudio e você pode fazer com seu grupo de amigos ou igreja. Quem quiser participar do grupo de oração, basta acessar este convite. Para acessar o material, clique aqui.

Em breve serão lançados também em áudio os projetos: Lar doce lar, Vida Leve e Desafio de amar.

Pequenos Grupos e Atividades de Clubes

Mayara Pires Lucio Amorim é secretária do Ministério Jovem na Igreja Adventista de Santa Marta, em Belford Roxo. Por causa da quarentena, ela lançou a ideia de reunir seus jovens para estudarem juntos a lição da Escola Sabatina. Ela dividiu as atividades e todos participaram de alguma forma: louvor, dicas do que fazer durante a pandemia, orar por 5 amigos e ações práticas para fazer durante a semana.

“Ao todo tivemos 20 pessoas participando, incluindo amigos do sul do Brasil. Todos disseram que a live alegrou a manhã de sábado, pois a maioria estava há mais de uma semana tendo contato apenas com os membros de sua própria família e o fato de podermos nos ver, conversar e adorar a Deus entre amigos foi uma oportunidade incrível. Deu pra matar a saudade”, destaca Mayara.

Erotilde Amorim teve a ideia de fazer sua Escola Satabina em casa e convidou seu irmão com a família, que moram em Viamão-RS. Eles fizeram a lição das crianças, dos adultos e depois assistiram ao culto transmitido pela TV Novo Tempo, às 11h da manhã.

O Clube de Aventureiros ‘Oceano Atlântico’ fez reunião online com os pais, com os líderes de outros clubes da região central do Rio de Janeiro e com toda diretoria. O desafio lançado foi de aventureiros ensinando a lavar as mãos, alertando a população para os cuidados necessários de proteção contra o corona vírus.

Confira algumas ações nas fotos:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox