Notícias Adventistas

História de Ingrid Vitória é destaque nacional na TV Globo

Família da jovem iniciou campanha para encontrar um doador de medula óssea compatível.

10 de junho de 2014
Historia-de-Ingrid-Vitoria-e- destaque-nacional-na-TV-Globo

Programas de TV destacaram campanha de ajuda à jovem que sofre com doença rara

São José, SC… [ASN] O Brasil e Santa Catarina acompanharam recentemente na TV Globo outras duas reportagens sobre a jovem Ingrid Vitória, membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia do bairro Areias, em São José, Santa Catarina. Nestas oportunidades, o foco foi a campanha para encontrar um doador compatível para transplante de medula óssea, única possibilidade de auxiliar na cicatrização das feridas de sua pele. As novas reportagens aconteceram no dia 16 de maio, novamente na RBS TV (Globo/SC), e no dia 29 de maio pela manhã na TV Globo em rede nacional. Vitória tem uma doença chamada Epidermólise Bolhosa que cria feridas em toda a parte em que a pele é tocada.

A única chance de diminuir as feridas é o transplante de medula óssea. Entretanto, a grande dificuldade, além do alto custo financeiro, é encontrar um doador compatível. E esse obstáculo chamou a atenção dos veículos de comunicação, já que o possível doador fica cadastrado em um banco de dados nacional, podendo auxiliar outras pessoas. O cadastro é simples, e exige apenas 5 ml de sangue. A reportagem do dia 16 foi mais uma vez veiculada no programa Jornal do Almoço (RBS TV). A primeira reportagem da afiliada da Rede Globo em Santa Catarina foi ao ar no dia 07 de maio. Já no dia 29, o programa Bem-Estar se interessou pela pauta e destacou a luta de Vitória. A campanha “Amor à Vida, Amor à Vitória” tem crescido e uma equipe de pelo menos 30 profissionais está criando materiais para divulgação.

Em julho acontece o lançamento de todos esses materiais, que inclui vídeos institucionais em português, espanhol e inglês, já que a campanha é internacional. A RBS TV e a Novo Tempo, por exemplo, já se comprometeram em ceder espaços na sua grade de programação para divulgar o projeto. A Associação Catarinense (sede da Igreja Adventista para o centro sul de Santa Catarina) também tem ajudado, destinando parte da última Recolta regional para produção de diversos desses materiais. “A possibilidade de encontrar um doador é de um em cada 100 mil pessoas. É uma grande luta. Mas temos fé em Deus”, comenta Raquel Ellen, que tem auxiliado a família da Vitória. Ela ainda explica quando surgiu a campanha: “Quando a Aldaíra, mãe da Vitória, soube que ninguém da família era compatível, chorou copiosamente em frente ao médico. Ela acreditava que não havia mais solução. Foi então que eu disse para ela que, se fosse preciso, iríamos até o fim do mundo para encontrar um doador.”

Cadastro

Historia-de-Ingrid-Vitoria-e- destaque-nacional-na-TV-Globo2O processo para você saber se pode ser um doador compatível com a Vitória é simples. Procure o Hemocentro mais próximo e peça para fazer o cadastro para ser um doador de medula óssea. Serão recolhidos apenas 5ml do seu sangue. A informação entra automaticamente no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Esse banco de dados faz a análise de compatibilidade de todas as pessoas cadastradas que necessitam de ajuda, inclusive da jovem Ingrid Vitória. Nos links abaixo, veja as reportagens que foram ao ar:

Reportagem RBS TV –  http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/jornal-do-almoco/videos/t/florianopolis/v/familia-de-jovem-que-nao-pode-abracar-devido-a-doenca-na-pele-inicia-campanha-para-doacao/3352350/

Reportagem Globo (Nacional) –  http://globotv.globo.com/rede-globo/bem-estar/t/edicoes/v/epidermolise-bolhosa-e-uma-doenca-nao-contagiosa/3379095/ Curta: www.facebook.com/medula.vitoria

Conheça mais sobre a história de Vitória no vídeo abaixo. [Equipe ASN, Daniel Gonçalves]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox