Notícias Adventistas

Ex-líder adventista fala sobre Assembleia Mundial da Igreja

Pastor João Wolff foi presidente da Igreja Adventista na América do Sul durante 15 anos.

9 de junho de 2015
Próxima Assembleia acontece de 2 a 11 de julho, nos Estados Unidos.

Próxima Assembleia acontece de 2 a 11 de julho, nos Estados Unidos.

Brasília, DF… [ASN] De 2 a 11 de julho será realizada a 60ª. Assembleia Mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD). O evento ocorrerá em San Antonio, Texas, nos Estados Unidos. Para falar um pouco a respeito dessa reunião mundial a  Agência Adventista Sul-Americana de Notícias (ASN) conversou com o pastor João Wolff, que durante 15 anos presidiu a Igreja Adventista na América do Sul. Ele dedicou 46 anos da sua vida ao ministério adventista, dos quais boa parte foi gasta em altos postos administrativos. Hoje aposentado, o pastor Wolff, gaúcho nascido em Santo Antônio da Patrulha, reside em Curitiba, Paraná, com a esposa Edy.

Agência Adventista Sul-Americana de Notícias: Como presidente da Igreja na América do Sul por 15 anos, com certeza o senhor participou de inúmeras reuniões da Igreja em nível mundial. Em especial, participou das Assembleias Mundiais. Na sua opinião, qual a importância de um evento como esse?
Pastor João Wolff: A Assembleia da Associação Geral da IASD é uma reunião para discutir assuntos da Igreja e também é o maior encontro do povo de Deus com uma inspiradora programação espiritual de louvor e adoração. A importância desse evento está no fato de que é ali que são discutidos e votados novos programas para o próximo período. Também é o momento de delegados e membros presentes ouvirem relatórios e experiências do crescimento da Igreja nos últimos anos e constatarem os procedimentos e a unidade da Igreja na diversidade cultural ao redor do mundo.

ASN: Quais os maiores desafios que os líderes, particularmente, enfrentam quando se reúnem em nível mundial?
Pastor Wolff: Os maiores desafios são ouvir e compreender o que cada região do mundo enfrenta para pregar o evangelho dentro das diferenças culturais, econômicas e sociais; também é preciso ter sabedoria para alcançar a unidade da doutrina e dos procedimentos administrativos e a visão global de evangelização. Outra atribuição dos líderes nesses eventos é encontrar o elemento humano e também os meios financeiros para atender os desafios ao redor do mundo para levar a mensagem de salvação a todos.

ASN: Vê alguma diferença entre os desafios que a Igreja enfrentou tempos atrás e os que ela enfrenta hoje?
Pastor Wolff: Os desafios são praticamente os mesmos, apenas mudaram em proporção. Com o crescimento da Igreja aumentou o desafio de envolver as pessoas em programas missionários e evangelísticos com espírito de reavivamento e reforma constante e crescente.

ASN: Qual sua expectativa para esta Assembleia Mundial da Igreja?
Pastor Wolff: Minha expectativa é de que a liderança e delegados se deixem guiar pelo poder do Espírito Santo e que os trabalhos dessa Assembleia contribuam para o desenvolvimento e crescimento espiritual da igreja abreviando a volta de Cristo.

ASN: Que conselhos daria para os líderes que estarão em San Antonio?
Pastor Wolff: Sugiro a todos humildade e união sob a influência e ação do Espírito Santo em cada discussão e decisão.

ASN: E para os membros que também estarão acompanhando o evento?
Pastor Wolff: Que os membros presentes aproveitem ao máximo os programas das divisões e instituições quando apresentam seus relatórios; que visitem a área de estandes que mostram o crescimento mundial da Igreja; que façam contatos com o maior número possível de irmãos de diferentes partes do mundo; que acompanhem os momentos devocionais inspiradores pela manhã e as mensagens espirituais dos dois finais de semana; e que orem bastante pelos líderes da Igreja. [Equipe ASN – Márcia Ebinger]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox