Notícias Adventistas

Dia do Batismo é celebrado no Amapá

Mesmo em meio a pandemia, data mundial foi celebrada

Por Jeane Barboza, com informações de Ribamar Diniz 1 de junho de 2020
Batismo_AP

Dia mundial do batismo é celebrado no Amapá.

No quarto sábado de maio a Igreja Adventista do Sétimo Dia comemora o dia do batismo mundial. Cada congregação é incentivada a realizar a cerimônia especial, que marca o início da vida cristã. Em meio a pandemia, infelizmente, muitas igrejas não puderam fazê-lo, por falta de candidatos ou restrições em alguns lugares. Na distante Ilha do Marajó, no Estado do Pará, porém, um distrito surpreendeu, batizando 41 pessoas na ocasião.

Como preparo dos candidatos ao batismo, o pastor Ribamar Diniz, que dirige o distrito do Paraíso, cuja sede está no município amapaense de Santana, viajou até a Igreja do Rio Branco, na Ilha do Marajó, levando o obreiro bíblico Antônio Macedo Luís Gonzaga Júnior. Na ausência de um barco de linha, pegaram carona num pequeno barco com destino a Vila São Pedro, viajando cerca de três horas.  Antônio realizou, durante o mês de maio, duas conferências de 10 dias cada, nas Igrejas Rio Branco e Rio Preto, visitando também interessados no Rio Limão e no Furo do Gil. Além de pregar, ele organizou um casamento civil para 18 casais. Esse foi apenas o início do desafio de pastorear no Marajó.

BatismoAp

Missionário Antônio Júnior em um ponto de reunião de estudo da bíblia

O maior obstáculo foi um naufrágio, durante o retorno do Antônio, que havia ida à cidade buscar mantimentos e material missionário. Enquanto atravessava o Canal do Viera a canoa motorizada naufragou, o obreiro perdeu os mantimentos, materiais missionários e o celular, que caíram nas águas. Nadou, agarrado ao casco da canoa, por quase três horas, até chegar à margem de um rio e ser resgatados pelos membros da Igreja.

Na data do batismo, como não havia barcos de linha disponíveis, o casal Enoque e Odiele Campos, membros da Igreja do Buritizal, levaram o pastor Ribamar Diniz e uma equipe de jovens numa lancha e, durante a viagem ao local, enfrentaram duas fortes tempestades. Além de realizar a programação do sábado, os jovens fizeram o lançamento do projeto Missão Calebe. No domingo, 31 de maio, pela manhã, três barcos trouxeram os candidatos. Além dos batismos, cada pessoa recebeu o livro A Maior Esperança. No Rio Branco foram batizadas 33 pessoas.

Oito candidatos não compareceram, por falta de transporte, mas isso não foi impedimento, porque a equipe foi até eles, para fazer a cerimônia em suas residências. Saíram do Rio Branco no domingo, passaram no Rio Limão onde batizaram as oito pessoas. Uma delas, dona Maria, foi encontrada em sua canoa no meio do Rio. Ali mesmo, ela parou a viagem, e foi batizada num porto de uma vizinha. O Distrito agora pretende realizar a Missão Calebe em julho na região, com quatro equipes de jovens que tem por desafio montar uma nova Igreja no Marajó.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox