Notícias Adventistas

Adolescente ateia entrega a vida a Cristo e recém-batizada evangeliza pelo WhatsApp

Estudantes do internato Adventista no Paraná firmam e renovam compromisso espiritual durante semana de oração

25 de abril de 2016
Estudantes do internato Adventista no Paraná firmam e renovam compromisso espiritual durante semana de oração

Estudantes do internato Adventista no Paraná firmam e renovam compromisso espiritual durante semana de oração

Pamili Nathan Alvares Lima se perdia em recorrentes crises existenciais, segundo ela resultado da descrença em Deus. Para a adolescente de 17 anos, tanto sofrimento não poderia ocorrer em um mundo que estivesse sob a vigilância de um Ser supremo. “Uma mistura de medo e indignação me afastaram da possibilidade de me encontrar com Deus”, explica e complementa que mesmo que a mãe acreditasse em Deus, a figura de um Ser distante, impessoal não a atraía para assuntos religiosos.

Problemas em casa e má influência de “colegas”, motivaram a garota a buscar na internet um novo lugar para viver, uma fuga da triste realidade que a sondava. A mãe, Ana Carolina Lima ajudou a filha nessa pesquisa e encontrou o site do Instituto Adventista Paranaense (IAP).  Pamili conta que a mãe imprimiu as informações sobre a estrutura e regras do internato e mostrou para filha. “Aceitei a proposta e segui para o Paraná. Nem mesmo o regime vegetariano ou a religião me desmotivaram a viver essa nova fase”, recorda.

 

Amizades que edificam

No início Pamili ficou com medo e se sentiu sozinha, mas logo a solidão deu espaço para novas amizades, as risadas eram mais frequentes e quando ela percebeu, já estava envolvida com as atividades do internato, inclusive espirituais. Ela nem se lembra qual o foi o divisor de águas entre uma vida sem sentido e a consciência da existência de Deus.

“Percebi que faltava algo em minha vida. Queria muito ter esse vazio preenchido. Com o tempo compreendi que este era o lugar de Deus no meu coração”, revela. A busca por respostas se tornou prioridade na vida da estudante do Ensino Médio. A colega de trabalho, Hetieli Vieira foi uma das pessoas que estudou a bíblia com Pamili. “Ela perguntava muito sobre todos os assuntos, tinha pressa de aprender. Às quartas – feiras ela estudava com o pastor Cédrick [Sprotte], aos domingos comigo e todas as noites acompanhava os estudos da classe bíblica”, relembra a estudante de administração.

O interessante é que, no ano anterior [2015] enquanto Pamili buscava repostas para o sentido da vida, Hetieli orava para que Deus lhe enviasse alguém para ministrar estudos bíblicos. Pamili foi a primeira pessoa que Hetiele estudou a bíblia no IAP. “Estudar a bíblia com ela foi resposta de oração. E depois de 1 ano orando pelo assunto, o Senhor nos aproximou com um só propósito”, sorri Hetieli.

A decisão pelo batismo culminou na semana de oração O Melhor da Vida, ministrada pelo pastor Marcelo Carvalho, realizada na igreja do IAP, entre os dias 8 e 16 de abril. Coordenador dos pastores que atuam na rede educacional Adventista na mesorregião do Vale do Paraíba, interior de São Paulo, o pastor Carvalho conduziu os alunos a uma reflexão sobre o papel da família, amigos e Deus na construção do caráter e busca por felicidade plena.

 

Maria Luíza tinha tudo para desistir de Jesus. Ela foi adotada por uma família que se desmanchou. O divórcio a distanciou do pai, que hoje vive na Itália com a madrasta. Mas tão logo chegou no IAP [2015], e a estudante já compreendeu os planos de Deus para sua vida. Depois de muito persistir com o pastor e estudar a bíblia por mais de um ano, Helo entrega sua vida a Cristo.

Maria Heloísa tinha tudo para desistir de Jesus. Ela foi adotada por uma família que se desmanchou. O divórcio a distanciou do pai, que hoje vive na Itália com a madrasta. Mas tão logo chegou no IAP [2015] e a estudante já compreendeu os planos de Deus para sua vida. Depois de muito persistir com o pastor e estudar a bíblia por mais de um ano, Heloísa entrega sua vida a Cristo

Decisões eternas

Jennifer também se sentiu balançada com a oportunidade de selar o compromisso ao lado de Jesus. A base de suas decisões espirituais está fundamentada na influência de uma empregada doméstica Adventista, que por toda a vida à apresentou a Cristo. Mas foi no internato, com o apoio das amigas, que o conhecimento se tornou combustível para a decisão. “Buscamos sempre apoiar a Jennifer e ajudar ela a tomar esta importante decisão. Estava com ela nos apelos, oramos juntas, aconselhamos”, se orgulha Amanda Moreira (17) que se tornou adventista em 2015, resultado da amizade e envolvimento nas atividades espirituais do campus.

 

Evangelismo por WhatsApp

Aliás, o quarto de Amanda se tornou uma rede de apoio para meninos e meninas que desejam seguir a bíblia como regra de fé e ação. Elys Lais Santos Duarte (15) utiliza o WhatsApp como uma ferramenta evangelística e de motivação para as amigas recém- batizadas, ela também foi imersa nas águas junto com a colega de quarto Amanda. “ Me batizei em dezembro do ano passado e decidi no meu coração falar do amor de Deus a outras pessoas. Fui pela primeira vez para a Colportagem (venda de livros missionários no período de férias) e mesmo assim, acreditava que não estava fazendo o suficiente”, declara Elys. Foi então que a adolescente teve uma ideia, baixou um App de meditações matinais e todas as manhãs encaminha trechos deste material para alguns amigos do WhatsApp. Entre essas 15 pessoas está a Jennifer do quarto ao lado e o Iuri Freitas (15) de Rio Preto da Eva no interior do Amazonas. Após 20 dias recebendo as meditações, diariamente, Iuri confessou a amiga que deseja estudar a bíblia. Há mais ou menos uma semana Elys entrou em contato com adventistas da região para estudar a bíblia com o amigo. “Todos os dias faço isso. Envio as mensagens, também posto no Facebook e oro por esses amigos. A escolha foi aleatória, mas com certeza conduzida por Deus”, conta a garota que ainda não compreende o impacto deste ministério. Para o pastor Giliard Ferreira o discipulado é um dos principais combustíveis para manutenção da fé em Cristo. “Esse é o ápice do que Deus espera de nós. No entanto são três os passos para crescer de acordo com a vontade de Deus: Aprender Dele, se envolver em algum ministério, de acordo com o que Jesus nos chamou e por fim, se reproduzir. Se estamos fazendo isso a nossa fé nunca vai se apagar. É muito bom ver nossos meninos crescendo na fé que um dia decidiram abraçar”, reforça. O pastor destaque ainda que os inúmeros ministérios disponíveis no internato como Geração 148, Coral, Escola Sabatina, Classe bíblica; atraem os jovens para um estilo de vida próximo do ideal de Deus para a vida do cristão.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox