Notícias Adventistas

Saúde emocional em tempos de isolamento

Por Glória Barreto 8 de abril de 2020

Entrevista com psicólogas do Centro Universitário Adventista de São Paulo ( Unasp) aborda a importância de manter a saúde emocional mesmo em tempo de isolamento e medo da doença COVID-19.

Psicólogas falam sobre a importância de cuidar das emoções durante a quarentena.

Há menos de um mês a rotina da maioria dos trabalhadores brasileiros era composta de 44 horas de trabalho semanais, mais o tempo de deslocamento para o emprego. Neste formato, a maioria das pessoas passava mais tempo no trabalho do que em casa. Atualmente, com chegada do coronavírus no Brasil e a confirmação das primeiras pessoas com a COVID-19 aconteceram drásticas mudanças no dia a dia da população. Atingindo não só trabalhadores, mas estudantes e pessoas de todas as idades e posições sociais.

Hoje em dia, a rotina de trabalho, estudos e convivência acontecem em casa e em consequência surgem novos conflitos que podem interferir na saúde emocional. Medo do vírus, ansiedade pelo futuro, estresse causado pelo excesso de informação, conflitos de relacionamento em casa, insônia, entre outros sintomas de origem emocional.

Para tratar destes assuntos convidamos as coordenadoras dos cursos de psicologia dos três câmpus Unasp que nos ajudaram respondendo algumas perguntas. O bate-papo foi online e contou com a participação da coordenadora do Unasp São Paulo: Sideli Biazzi, especialista em psicologia hospitalar e saúde, mestre e doutora em psicologia clínica; a coordenadora do Unasp Hortolândia: Jéssica Sousa Silva, especialista em saúde pública, mestre em psicologia clínica e terapeuta familiar sistêmica; e a coordenadora do Unasp Engenheiro Coelho: Ivana Casali, mestre e doutora em psicologia com foco em habilidades sociais e relacionamentos interpessoais.

Nesta entrevista abordamos as seguintes questões:

  • Quais doenças emocionais podem surgir nesta quarentena?
  • Que sinais a pessoa pode apresentar que merecem atenção?
  •  Esses mesmos sinais podem aparecer nas crianças? O que fazer ao notar que a criança apresenta alguns deles?
  • Diante do excesso de informações sobre a pandemia, o que seria indicado para manter o equilíbrio entre estar atualizado e estar aterrorizado?
  • Durante este período de isolamento como administrar o sentimento de solidão?
  • Como cultivar a paciência em uma convivência tão próxima entre os familiares?
  • Neste período o excesso de tempo pode ser um problema? E a falta de tempo?
  • Talvez seja o momento de procurar ajuda de um profissional online. Isso é indicado? Quais os cuidados necessários?

Confira a entrevista:


O Blog do site Unasp também tem alguns conteúdos que podem te ajudar neste assunto. Vale a pena dar uma olhadinha:

Durante o vídeo de entrevistas comentamos sobre um site que só está postando matérias positivas sobre a pandemia da COVID-19. Leia sobre estudos de vacinas, pessoas curadas entre outras temáticas, clicando aqui AQUI.

Excesso de informação negativa pode aumentar ansiedade. Por isso, site se dedica a apresentar apenas boas notícias sobre a COVID-19.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox