Notícias Adventistas

Reencontro com Deus marca a vida de pessoas afastadas da Igreja Adventista

Programação fez parte do projeto dos 10 Dias de Oração e 10 horas de Jejum

Por Rafael Brondani 20 de fevereiro de 2020

Após fazer amizade com esposa de pastor, jovem decide pelo batismo. (Foto: Reprodução)

Batismos, testemunhos e proximidade com Deus marcaram o encerramento do projeto dos 10 Dias de Oração e 10 Horas de Jejum nas igrejas Adventistas de Brasília e entorno. O projeto incentiva a prática da oração em pelo menos oito países da América do Sul.

A programação teve início no dia 6 de fevereiro e terminou no último dia 15, com um programa especial de Reencontro, realizado com o objetivo de resgatar os membros afastados da instituição.

Jovem respondeu ao apelo e quis ser batizada no mesmo dia.

Durante a jornada, os membros adventistas experimentaram as bênçãos de Deus em suas igrejas, como ocorreu em Taguatinga Centro, com a realização de três batismos e o desejo de dez pessoas que decidiram voltar para a Igreja.

Para o pastor da igreja local, Jair Góis, o que ocorreu na congregação foi “obra do Espírito Santo”. O líder comenta que houve um levantamento de todos os ex-adventistas daquela igreja. Os membros oraram por eles durante os dez dias do projeto e puderam frequentar o templo em dias alternados, às 10h e às 15h para orar por esses amigos. “No final da jornada fizemos um culto diferente, de reencontro, em forma de entrevista com três ex-adventistas. Depois fizemos três tipos de apelo: o primeiro para que se rebatizassem no sábado, 15, o segundo para se rebatizarem no dia 15 de março, 30 dias depois, e o terceiro para se rebatizarem em alguma outra data do ano”, explica o pastor, que também ofereceu uma beca com a palavra Reencontro para os três grupos que responderam ao apelo.

“Hoje”

Góis ainda conta que ficou impactado com o testemunho de uma jovem que estudou a Bíblia por algum tempo, mas ainda não havia sido batizada. “Ela assistiu na internet o culto do Reencontro e resolveu ir à igreja. Na hora do apelo ela foi à frente. Demos-lhe uma beca de batismo alusiva ao encontro e na hora da entrega perguntei quando ela gostaria de ser batizada. Ela respondeu: ‘hoje’”, conta emocionado. A senhora foi batizada com mais três pessoas.

Vida nova

Após 27 anos homem voltou a viver os princípios da esperança ao lado da esposa

Já na Igreja do Recanto das Emas, o fechamento do projeto ocorreu com quatro batismos. O pastor do distrito, Adilson Miranda, afirma que o envolvimento da igreja foi positivo e um dos testemunhos que mais lhe marcou foi o de Suzano, que após 27 anos voltou a viver os princípios da esperança ao lado de Deus. “Ele foi batizado quando criança, saiu da igreja na juventude e se envolveu com drogas e bebidas”, conta o pastor.

A esposa de Suzano frequentava outra denominação e queria convertê-lo, porém, ele não cedia. Com isso, tentou levá-lo à Igreja Adventista, sem êxito. O homem assistia os cultos pela TV Novo Tempo. No início, a esposa ficava trancada no quarto porque era contra a denominação do marido. Determinado dia, ela começou a ouvir os sermões pelo corredor de casa. Tudo mudou quando ela assistiu a um sermão do pastor e evangelista Luís Gonçalves. Ela sentou-se no sofá, assistiu ao programa e aceitou o apelo.

O casal fez diversos cursos bíblicos oferecidos pela emissora, até que todas as dúvidas foram sanadas. “Então resolveram procurar uma igreja próxima da casa deles. Aqui foram muito bem recebidos e decidiram que essa era a igreja que deveriam ficar”, revela o pastor Adilson Miranda.

Uma recepção calorosa

Tisiane Schilder tem o costume de chegar cedo na Igreja Central do Gama e cumprimentar os irmãos, um por um. Essa é uma atitude que a jovem tem desde que iniciou seu ministério junto ao esposo, pastor Hermann Schilder, da Igreja Adventista. Não foi diferente com a jovem Lorena Fernandes, que se afastou de Deus. Desde que Tisi a conheceu, na recepção da igreja, orou por ela todos os dias e fez uma linda amizade, visitando também em sua casa, nas visitas pastorais com o esposo. “Como é importante a questão de um bom relacionamento. Fiz amizade com esta jovem através da recepção da igreja. Ontem ela participou da reunião da liderança do Clube de Desbravadores Mira Flores que tem apoiado de maneira muito intensa. Ela foi rebatizada neste sábado, 15, na programação dos 10 Dias de Oração do Reencontro. Deus é bom demais! Estamos juntas cuidando da mesma unidade no Clube de Desbravadores. Oro por ela desde que a conheci, e agora, de uma forma ainda mais especial”, conclui, emocionada.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox