Notícias Adventistas

Receptividade na igreja transforma a vida de uma família

Ministério da recepção tem contribuído para que pessoas criem vínculo com a Igreja por meio de visitas e estudos bíblicos.

16 de março de 2015
DiadaHospitalidade_ASR_15

A família Almeida decidiu frequentar as reuniões e tornar-se membro ativo da igreja por causa da forma como foram recepcionados.

Gravataí, RS… [ASN] A hospitalidade é um dos ensinamentos cristãos que possui base bíblica e está relacionada ao amor. E foi justamente por causa desse ato que a família Almeida, que destaca que foi bem recebida na igreja adventista do sétimo dia do bairro Monte Belo, em Gravataí, decidiu demonstrar seu desejo de seguir a Jesus por meio do batismo.

“A recepção fez a diferença para nossa família, pois foi através da receptividade de todos os membros, na porta da igreja e dentro dela, que decidimos entregar a nossa vida a Cristo”, relembra o pai dessa família, Alexandre Guterres de Almeida. Ele ainda acrescenta que hoje a família também busca trabalhar com essa receptividade para atender outras pessoas da mesma forma como foram recebidos.

Leia também:

Hospitalidade será a ênfase nas igrejas adventistas neste sábado

E foi para fortalecer esse princípio que no último sábado, dia 14 de março, em todo o Sul do Brasil, a mensagem bíblica estudada em todos os templos adventistas foi justamente sobre a hospitalidade. Em cada igreja adventista existe o Ministério da Recepção. Elaine Boita, diretora desse departamento na igreja do Bairro Monte Belo, em Gravataí, explica como este trabalho acontece. “Quando um amigo chega, nós logo o identificamos. Entregamos um cartãozinho escrito ‘bem-vindo à família de Deus.’ Ele preenche, nos devolve, e com muito carinho nós vamos orar por ele”, destaca.

Além disso, por meio desse cadastro realizado na recepção, é identificado o nome de pessoas que têm interesse em receber uma visita ou até mesmo estudar a Bíblia. Por isso, os dados são passados ao diretor da ação missionária adventista, que irá realizar o trabalho de acompanhamento dessas pessoas.

E isso não é de hoje. Há 20 anos, Raquel Guimarães participa desse trabalho e vê os resultados positivos disso. Ela também é instrutora bíblica de pessoas que fazem o contato através da recepção da igreja. “Me sinto muito feliz e realizada em fazer esse trabalho. Um sorriso, um abraço, podem fazer a diferença na vida de alguém”, destaca Raquel. [Equipe ASN, Bianca Lorini]

Veja essa reportagem em vídeo:

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox