Notícias Adventistas

Quebrando o Silêncio, Adra e Feira Vida e Saúde uniram-se em prol da valorização da vida

Ações realizadas em Juiz de Fora, Minas Gerais, beneficiaram milhares de pessoas entre os dias 20 e 24 de agosto.

Por Mayra Marques

Foram mais de 5 mil refeições servidas durante os dias em que a unidade móvel da Adra esteve no local. Foto: Pablo Melo

De 20 a 24 de agosto, a unidade móvel da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (Adra) esteve na Praça da Estação, em Juiz de Fora, Minas Gerais, oferecendo gratuitamente atendimentos com psicólogos e assistentes sociais, fornecendo refeições (desjejum, almoço e jantar) e lavagem e secagem – com esterilização ­– de aproximadamente 450 quilos de roupas por dia à população carente, inclusive a pessoas em situação de rua.

“Essa experiência da carreta da Adra, trazendo para nossa comunidade esse conjunto de ações, movimentou a Praça da Estação. E a Adra deu a abertura para que outras entidades pudessem agregar a essa ação”, pontua Tammy Claret, secretária de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Juiz de Fora. “É uma ação solidária que faz a gente verificar que a política pública não funciona sozinha”, complementa. Um varal solidário foi montado para doação de roupas a famílias carentes.

Parceria com a campanha Quebrando o Silêncio

Ação faz paralelo com perfis nas redes sociais para alertar sobre suicídio. Foto: Pablo Melo

Durante os cinco dias da presença da unidade móvel da Adra em Juiz de Fora, voluntários da campanha Quebrando o Silêncio estiveram no Calçadão da Rua Halfeld, uma das ruas centrais e mais movimentadas da cidade, tratando de assuntos relacionados à valorização da vida e conscientização sobre o suicídio. Na ação, foi traçado um paralelo com perfis nas redes sociais como forma de alertar a sociedade a observar o comportamento de pessoas que pensam no suicídio. Durante a ação, foi exposto também um quadro onde as pessoas escreveram centenas de motivos para viver. A mesma ação foi realizada na sexta-feira, 24, na Praça da Estação.

Em 2018, a temática é a prevenção ao suicídio tendo em vista que os dados da Organização das Nações Unidas estimam que 90% dos casos poderiam ser evitados se os sinais de pedido de ajuda fossem identificados em tempo e essas pessoas tivessem o encaminhamento adequado para tratar seus problemas emocionais.

“Esse tipo de ação é muito importante para nos alertar. Tenho contato com uma adolescente de 14 anos que frequentemente menciona o suicídio, e pessoas próximas a ela, da família, não estão dispostas a ajudar”, revela uma professora, que preferiu não ser identificada. Enquanto lia as mensagens escritas no cartaz e quadro da ação, ela diz ter encontrado mais “luz” sobre o que fazer para a ajudar a adolescente. “Muita coisa do que está escrita aqui eu já disse para essa adolescente, no entanto, existem muitas outras que eu ainda não disse. Acredito que será uma boa forma de tentar ajudá-la, além de incentivá-la mais a buscar ajuda médica, como me foi instruído aqui e em outras ocasiões”, disse a professora, que saiu do local agradecida pelos esclarecimentos prestados pela equipe da campanha Quebrando o Silêncio.

Saiba mais sobre a campanha Quebrando o Silêncio

Coordenadora da campanha explica sobre a ação para afiliada do SBT. Foto: Pablo Melo

“Precisamos quebrar o silêncio e parar de considerar esse assunto uma besteira, porque existem muitas pessoas, próximas a nós, precisando de ajuda”, alerta a professora Giselli Belinassi de Sá, coordenadora geral da campanha em Juiz de Fora e demais cidades da zona da mata e do sul de Minas Gerais. “Aqui nós abordamos o assunto por meio de uma referência às redes sociais, porque é onde as pessoas, muitas das vezes, têm gritado por socorro”, explica Giselli. Os psicólogos da unidade móvel da Adra estiveram disponíveis no local para conversar com pessoas que sofrem transtornos emocionais e instruir aquelas que conhecem alguém que enfrenta esse tipo de problema. Alunos do Colégio Adventista de Juiz de Fora também participaram da ação com uma faixa escrita: “Ei! Você tem motivos para viver”.

Feira de saúde gratuita

Além dos atendimentos e serviços da Adra e das ações da campanha Quebrando o Silêncio, na sexta-feira, 24, a Igreja Adventista também promoveu uma feira de saúde gratuita à população, das 9h às 17h. Foram realizados testes de glicemia e pressão arterial, massagem ante estresse, espirometria (exame que prova a função pulmonar), exercícios físicos, dentre outros atendimentos, todos gratuitos. Palestras sobre saúde emocional e valorização da vida foram ministradas.

A aposentada Maria Isabel Campos foi uma das pessoas beneficiadas pela Feira Vida e Saúde. “As orientações ministradas nessa feira de saúde foram muito válidas para mim e meu esposo. Estávamos passando por aqui e aproveitamos a ocasião para sermos beneficiados pelos atendimentos. Sempre que tiver e a gente tiver a oportunidade, participaremos dessa feira de saúde”, afirma Maria Isabel.

A Feira de Saúde esteve disponível das 9h às 17h do dia 24 de agosto. Foto: Pablo Melo

De acordo com a equipe organizadora dessas ações, foram mais de 5 mil refeições servidas, centenas de roupas doadas, cerca de 500 pessoas atendidas na Feira Vida e Saúde e centenas de pessoas que tiveram contato com as ações e instruções da campanha Quebrando o Silêncio. “As ações da Adra, Quebrando o Silêncio e Feira Vida e Saúde resultaram em um grande marco da Igreja Adventista em Juiz de Fora, porque mostrou que nosso papel como igreja vai além das paredes do templo, ou seja, vai ao alcance de todos em qualquer local e circunstâncias, com o objetivo de melhorar a vida e dar dignidade ao ser humano”, classifica o pastor Gustavo de Sá, presidente da Igreja Adventista em Juiz de Fora e demais cidades da zona da mata e do sul de Minas Gerais.

As ações realizadas nessa cidade foram noticiadas pelo jornal Tribuna de Minas, pela TV Integração, afiliada da Rede Globo, e TV Alterosa, afiliada do SBT. E no encerramento das atividades, autoridades locais marcaram presença.

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox