Notícias Adventistas

Primeira quinzena de 2020 e as resoluções de ano novo

Psicóloga afirma que a disciplina gera resultados que levam à motivação. Então, é hora de começar!

Por Priscila Baracho Sigolin 15 de janeiro de 2020

Saiba como dar o primeiro passo e sair das intenções para a ação.

Metas e desafios, lá se vão os primeiros 15 dias do ano. Seja no celular, lista na geladeira ou post-it no guarda-roupa, como estão as resoluções que você determinou para 2020? Uma boa notícia: sempre há tempo de colocar em prática. Seja qual for a decisão tomada, basta começar, e é aí que está o desafio: C-O-M-E-Ç-A-R.

Conversamos com a psicóloga Andreina Sales para saber como dar esse primeiro passo e sair das intenções para a ação. Andreina é graduada e Mestre em Sociedade e Cultura pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Doutora em Psicologia pela Universidad Del Salvador-Argentina. É psicóloga do Instituto Federal do Amazonas (IFAM) e também atende adolescentes, jovens, adultos e casais em sua clínica.

O que motiva uma decisão?

Considero dois fatores principais. O primeiro é usar o livre arbítrio e fazer o que precisa ser feito, essa é uma atitude de liberdade. Ex.: vou fazer atividade física, mesmo sem gostar de acordar cedo, mas irei porque quero envelhecer de forma saudável. O segundo fator é tomar uma decisão porque é obrigado a fazê-la, é uma atitude meramente de obrigação. Ex.: vou fazer atividade física diariamente porque meu médico assim prescreveu, caso contrário, posso infartar a qualquer momento.

Esperar ou agir em um novo ano?

Deus não diz para esperar no sentido de ficar paralisado diante da vida (leia Provérbios 6:9-11). No livro A Ciência do Bom Viver, Ellen White destaca: “Ninguém em condições de trabalhar deve ser ensinado a esperar alimento, roupa e casa de graça. Por amor a eles próprios, bem como dos outros, deve ser planejado um meio pelo qual produzam o equivalente ao que recebem. Todo esforço deve ser incentivado quanto à manutenção própria. Isso fortalecerá o respeito a si mesmo e uma nobre independência”. (CBV, p177).

A ação se faz necessária para o bem do homem. O começar de um ano pode ser de fato no dia 1 de janeiro, mas esse começar para a ação pode ser qualquer dia em que você decidir parar de negligenciar o que precisa ser feito.

Como tirar os planos do “papel” e colocar em prática?

Qual a finalidade de se usar o GPS nos dias de hoje? Chegar a algum lugar. Caso você não saiba para onde quer ir, a função do GPS será inútil. Assim acontece se você não tiver um objetivo, uma meta, um propósito para a vida. Se eu não sei para onde devo ir, logo, não será possível por em prática o plano que eu não tenho.

Quer uma dica para saber se seu objetivo está sendo construído corretamente? Responda o seguinte: Ele é específico? É mensurável? É alcançável? É relevante? Tem um prazo definido? Ex.: Quero correr a maratona de São Silvestre em São Paulo, no dia 31/12/2020, em no máximo 2 horas para reduzir meu tempo em relação ao ano de 2019. Um exemplo do que muita gente faz é: em 2020 quero viajar muito. Esse objetivo tem poucas chances de ser atingido. Muito significa quanto? Para onde irá viajar? Quando irá viajar? Quantos dias irá viajar? Será uma viagem regional, nacional ou internacional? É preciso definir os objetivos.

Andreina Sales é graduada e Mestre em Sociedade e Cultura pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Doutora em Psicologia pela Universidad Del Salvador-Argentina.

Como a família e os amigos podem ajudar?

Os objetivos são bem pessoais e também podem ser feitos entre casais e família. Alguns objetivos podem não fazer sentido para o outro, apenas para a pessoa que os estabeleceu. No entanto, a família e os amigos sempre podem ajudar e fazer o que estiver ao alcance para que a pessoa possa atingir o objetivo.

Seguindo o exemplo da Maratona de São Silvestre, o que você, como amigo desse maratonista pode fazer para ajudá-lo? Ex.: correr com ele, marcar seu tempo, incentivar, etc. É importante destacar que tudo depende da autorresponsabilidade.

Como otimizar o tempo e ter foco para seguir com as decisões tomadas?

Destaco que existe uma distorção em acreditar que primeiro eu devo estar motivado para tomar uma decisão. Estudos indicam que a disciplina gera resultados e estes resultados levam à motivação. Ex.: vou correr 5 km em 1 hora e 20 minutos durante 10 dias. Começo a correr e no quinto dia percebo que faço os 5 km em 1 hora, isso leva ao aumento da motivação.

Obter o resultado esperado em menos tempo, me mostra que sou capaz e, havendo a consistência, a tendência é melhorar cada dia mais o tempo/rendimento.  A otimização do tempo deve ocorrer por meio de planejamento. Descubra o que funciona para você: planejamento diário, semanal, mensal, organização e consistência (fazer o que tem que ser feito).  Tudo o que você fizer deve ter em mente o seu objetivo, isso o ajudará a manter o foco.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox