Notícias Adventistas

Comportamento

Mulheres realizam semana de evangelismo

A iniciativa faz parte do Projeto Mulheres em Missão com diversas frentes missionárias da Igreja Adventista


  • Share:

Maria de Lourdes de 80 anos é muito ativa na Igreja de Coronel Macedo nos projeto missionários

É notório o trabalho que as mulheres desenvolvem nos diferentes ministérios da igreja. Elas entenderam o seu papel de proporcionar bem-estar para as pessoas e de levar a mensagem da Palavra de Deus - que restaura e salva. Entre os dias 5 a 12 de junho, o  Mulheres da Mulher e AFAM, promoveram a semana de evangelismo feminino com o tema Olhar de Esperança. De forma presencial nas igrejas ou por transmissão via web, a programação aconteceu em todo território da Sudoeste Paulista, com a participação de jovens adultos e idosos.

Cerimônia de investidura na Igreja de Apiaí

Durante o evangelismo acontece a Cerimônia de Investidura de Lenço das mulheres em muitas igrejas. Um momento muito significativo do compromisso de cada mulher em dedicar o seu tempo e talento na causa de Deus. O Ministério da Mulher já atua na igreja a fim de fortalecer os membros por meio da oração intercessora, estudo da Bíblia, Pequenos Grupos, com o Ministério da Recepção, na Ação Solidária Adventista e outras frentes de trabalho.

Noites de esperança

Na semana do evangelismo feminino a programação teve o envolvimento de toda a igreja. Momentos de louvor, de oração, da pregação da Palavra de Deus, testemunhos e batismos. No total foram 136 pontos de pregação, no presencial ou pelas redes sociais. Christine Ventura foi a oradora do evangelismo na Igreja Central de Sorocaba. Ela conta que foi um privilégio se envolver na pregação do evangelho. “Esse é o momento de entendermos que temos um papel especial no evangelismo. Deus está nos chamando para alcançarmos as pessoas do nosso jeitinho especial e, assim fazermos maravilhas através de nós.”

Durante sete dias as mulheres assumiram a programação da igreja

Assim foram várias experiências relatadas de pessoas que se entregaram a Jesus. Bem como o interesse de muitas outras em estudar a Bíblia e o retorno à casa do Pai. Cristina Benati, diretora do Ministério Mulher da Igreja de Cerquilho, revela que a equipe fez ligações para cada mulher afastadas da igreja. “Uma palavra de carinho e sempre intercedendo por elas. Muitas aceitaram o convite e participaram das noites de evangelismo, destaca. Ela ainda menciona que está bem feliz com o resultado do trabalho das mulheres. “Hoje encerramos a programação com o batismo de mãe e filha, assim como a cerimônia de investidura.”

Batismo de Ana na Igreja de Itaí. Ao lado Bruna, esposa do pastor Raélton, que deu os estudos para sua vizinha

Segundo o pastor Gleidson Santos, do distrito de Cerquilho, durante a semana deu para notar o potencial do Ministério da Mulher na Igreja. “Elas pregam, realizaram visitas, são envolvidas nos estudos bíblicos, nas duplas missionárias, grupos de oração, nas classes infantis. Assim deu para perceber a força que existe dentro delas ao trabalharem para Jesus, ressalta.

O poder da oração

Pastor Osmar na entrega do Certificado de Batismo do Luciano, junto com Mayra e filha

Ali estava Mayra Silva, junto com a sua filha, ao lado do tanque batismal testemunhando o batismo do seu marido Leandro, no último dia do evangelismo na Igreja Central de Sorocaba. Silva conta que foram oito anos de oração intercedendo pela conversão do esposo. Foi ela mesmo que realizou os estudos bíblicos. “Me sinto radiante realmente. Os méritos são de Deus e não adianta a gente só fazer estudos. É preciso orar e entregar tudo que a gente faz, toda a nossa missão e propósito de vida a Deus. É Ele que faz tudo acontecer. Estou feliz por ser usada por Deus em mostrar a sua luz para o meu marido”, menciona.

Foram dezenas de histórias de conversão de pessoas que desceram às águas batismais, fruto do trabalho de mulheres que atuam na linha de frente para salvar pessoas. Além disso, elas foram encorajadas a fazerem o seu melhor para Deus. Igualmente foi o relato de Maria Gertrudes Moura, membro da Igreja São Jorge, em Piracicaba.

Momento do batismo de vera na IASD São Jorge. Ao fundo Gertrudes

Ela disse que depois que se tornou adventista tinha no seu coração o desejo de trazer a sua amiga Vera para a igreja. “Éramos de outra denominação e Deus tocou no meu coração e fui até a casa dela e apresentei a verdade do evangelho de Cristo. Com muita oração e jejum, hoje é o momento de muita felicidade por presenciar o seu batismo”, completa.

Para o pastor Aurelino Ferreira, líder da Igreja Adventista da Sudoeste Paulista, o resultado do primeiro projeto evangelístico, envolvendo a ala feminina da nossa igreja, foi algo maravilhoso. "Esse é um movimento que não tem retorno. As mulheres assumiram os púlpitos das nossa igrejas e vimos o potencial de cada uma delas. São verdadeiras evangelistas e vamos usá-las posteriormente com seus inúmeros dons disponíveis para a o avanço da obra de Deus", destaca.

Veja o álbum de fotos