Notícias Adventistas

Em meio à quarentena, Igreja fará congresso sobre vida em comunidade

Afinal, será que é possível viver em comunidade mesmo em época de isolamento social? E o que tudo isso tem a ver com o tempo do fim?

Por Jenny Vieira 14 de abril de 2020

Congresso falará sobre importância da vida em comunidade para os dias atuais. Foto: Revista Adventista

Falar de Pequenos Grupos e vida em comunidade parece ser mais fácil quando a aproximação social é viável. No entanto, há mais de 30 dias as medidas de isolamento social começaram a ser tomadas no Distrito Federal, cancelando cultos em igrejas e todo tipo de reuniões presenciais. Os outros estados seguem o mesmo modelo, tendo como objetivo a contenção da pandemia mundial causada pelo COVID 19 (Coronavírus).

O tema do congresso será: A Igreja relevante no tempo do fim

Em meio a essa situação nova e inesperada, a igreja adventista no Centro-Oeste resolveu promover um evento online para falar da importância da vida em comunidade e como ser uma igreja relevante no tempo do fim.

Os pastores Kleber Gonçalves e Felipe Tonasso são estudiosos do assunto e serão oradores do Congresso de Pequenos Grupos, juntamente com o pastor Alijofran Brandão, presidente da igreja para todo o Centro-Oeste e o pastor Manuel Nunes, líder de Pequenos Grupos para a mesma região. O evento acontecerá no próximo sábado, 18, e será transmitido ao vivo pelo YouTube e redes sociais Adventistas Centro-Oeste.

O congresso, que seria presencial e já estava agendado para o primeiro semestre de 2020, precisou ser adaptado para o modelo online. Contudo, o assunto tornou-se ainda mais relevante para o atual momento. “O objetivo é inspirar e motivar pastores e líderes a assumir o protagonismo neste tempo em que vivemos. A ideia é apresentar uma igreja viva que combina vida em comunidade com missão, como sendo uma resposta para esse contexto de fim dos tempos”, exemplificou o pastor Nunes, que está à frente da organização do evento.

A fotógrafa Danielle Rossi já estava acostumada a encontrar-se com um grupo de amigos todas as sextas-feiras para lanchar e estudar sobre Deus. Além dos encontros semanais que aconteciam nas casas dos próprios participantes, o grupo também se reunia para comer fora, ir ao parque e outras atividades. Agora, contam apenas com a tecnologia para manter contato. “O que eu mais sinto falta é dos abraços. Estou cansada das telas!”, lamenta Danielle.

Para Nunes o relacionamento pessoal não pode depender apenas dos encontros físicos. Apesar de fazer falta o encontro presencial, quem tem uma boa base no relacionamento, pode mantê-lo mesmo à distância. “Comunidade não tem a ver somente com a literalidade do encontro, mas com a prática de alguns elementos entre seus membros. Destacamos coisas como: a oração intercessora, aconselhamento, conversas edificantes e outras”, sugere.

A live que leva como título “A igreja relevante no tempo do fim”, será aberta para todos os públicos, mas será direcionada especialmente para pastores distritais e departamentais, coordenadores, supervisores e líderes de pequenos grupos das igrejas locais.

Acompanhe em todas as redes sociais: Adventistas Centro-Oeste, no próximo sábado, às 16h.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox