Notícias Adventistas

Campanha pede mais diálogo para prevenção do suicídio

Como parte das ações do Quebrando o Silêncio, o sábado será de palestras e atividades educativas em igrejas adventistas por todo o Brasil

24 de agosto de 2018

Da redação

Estar atento a sinais que pessoas próximas dão de que pensam em suicídio e dialogar, dando-lhes apoio e o encaminhamento adequado, é fundamental para evitar o pior. (Imagem: Divulgação)

Que o suicídio é um assunto preocupante, disso praticamente ninguém discorda. Mas o tema tem se tornado ainda mais grave quando se pensa nos jovens. Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, 800 mil pessoas cometeram suicídio em 2015. Isso equivale a um caso a cada 40 segundos. A maioria deles envolve jovens entre 15 e 29 anos, sendo a segunda maior causa de mortes nesta faixa etária.

Psicólogos ressaltam que 80% desses indivíduos enviam sinais em busca de ajuda, e que 90% dos casos poderiam ser evitados com mais atenção por parte de pessoas próximas e ações de prevenção mais efetivas. Para atender a essa necessidade, acontece neste sábado (25) o projeto Quebrando o Silêncio, iniciativa da Igreja Adventista mundial, de cunho educativo, que desde 2002 promove ações contra a violência e em favor da vida.

O suicídio foi eleito tema do ano considerando-se o crescente índice de casos pelo mundo. No sábado, igrejas adventistas em todo o Brasil realizarão palestras e passeatas para conscientização e prevenção do problema, além de feiras com atendimento psicológico gratuito.

Dentre os materiais da campanha, a revista Quebrando o Silêncio traz artigos em diversas perspectivas sobre o tema; os mais de 900 mil exemplares impressos serão distribuídos para a população, além de ser disponibilizada uma versão digital.

Para participar de alguma das ações basta procurar uma igreja adventista próxima por meio do site encontreumaigreja.com.br

Informações e materiais da campanha estão no site quebrandoosilencio.org

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox