Notícias Adventistas

Câmara de Juiz de Fora aprova projeto de lei “Quebrando o Silêncio”

Projeto se tornou uma ferramenta de ação, prevenção e resultados efetivos contra a violência doméstica no Brasil e outros países da América do Sul

Da Redação

Projeto de lei lançado em 2017 recebe aprovação na Câmara Municipal de Juiz de Fora e apoio de autoridades políticas e civis. (Foto: Arquivo Pessoal/Giselli Belinassi)

A Câmara Municipal de Juiz de Fora aprovou nessa quinta-feira, 28 de junho, o projeto de lei que oficializa o dia do “Quebrando o Silêncio” no calendário municipal da cidade. O quarto sábado do mês de agosto será dedicado a ações de prevenção e combate ao abuso e à violência doméstica. Esse dia poderá contar com a participação de órgãos e entidades afins, entidades religiosas, empresas privadas e sociedade civil.

Criado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, o projeto Quebrando o Silêncio existe desde o ano de 2002 e se tornou uma ferramenta de ação, prevenção e resultados efetivos contra a violência à mulher, crianças e idosos em oito países da América do Sul (Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai). A campanha de conscientização se desenvolve durante todo o ano, mas uma das suas principais ações ocorre sempre no quarto sábado do mês de agosto.

Saiba mais sobre o projeto

“Crianças, mulheres e idosos merecem todo cuidado, respeito, proteção e atenção. Essa é uma das minhas principais preocupações como cidadão, médico e vereador”, pontua o vereador Antonio Aguiar (PMDB), que lançou o projeto de lei na Câmara Municipal de Juiz de Fora em 2017. “Agradeço a todos que acompanharam comigo a aprovação desse importante projeto de lei”, considera.

Em 2018, o Quebrando o Silêncio enfatiza o suicídio como objeto de discussão

A cada ano um tema é escolhido para ser discutido e abordado pelo projeto Quebrando o Silêncio, com o propósito de conscientizar a comunidade, denunciar abusadores e ajudar as vítimas. Neste ano, o tema suicídio foi escolhido. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a 17ª principal causa de mortes em todo o mundo, com 800 mil vítimas anuais. Isso equivale a um óbito a cada 40 segundos. A OMS considera a questão um problema prioritário de saúde pública global.

Entre as principais causas do suicídio estão a depressão, solidão e problemas financeiros. No entanto, problemas no relacionamento, bullyng e violência psicológica também estão incluídos na lista. Por essa razão, o projeto Quebrando o Silêncio enfatiza: “Quem pensa em suicídio precisa de ajuda para enxergar uma solução”, e as ações de prevenção deste ano girarão em torno desse assunto.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox