Notícias Adventistas

Ação Solidária Adventista entrega alimento aos necessitados

Neste momento de pandemia a Igreja Adventista no território sudoeste paulista atende famílias em situação de vulnerabilidade sociais

Por Eber Pola 29 de abril de 2021

A doação de alimentos é uma das maiores campanhas da ASA neste ano

Segundo o Instituto Brasileiro e Geografia e Estatística (IBGE), o mês de janeiro de 2021 fechou com patamar recorde de 14,3 milhões de pessoas desempregadas. Por conta dos efeitos da pandemia, as classes sociais mais pobres e os grupos sociais marginalizados têm sido os mais atingidos devido às más condições de vida. A Ação Solidária Adventista (ASA) não mede esforços para atender essa parcela da população.

As igrejas continuam com os cultos presenciais suspensos, por medida de segurança e a preservação da saúde, mas, os projetos sociais desenvolvido em cada igreja não parou. Com a ajuda dos membros, amigos, empresários e voluntários, acontece a campanha de doação de alimentos, roupas, cestas básicas, móveis e utensílios. Segundo um estudo realizado pela Rede Penssan, a fome atingiu 19 milhões de brasileiros durante a pandemia e 116,8 milhões de pessoas conviveram com algum grau de insegurança alimentar, nos últimos meses de 2020.

Sacola Solidária

Momento da coleta da Sacola Solidária pelos doadores da cidade de Indaiatuba

Para evitar aglomeração e seguir os protocolos de saúde no combate da Covid-19, a equipe da Asa da Igreja do Jardim São Conrado – em Indaiatuba – deixa uma sacola vazia para os vizinhos e depois de oito dias retorna para coletar os alimentos. A diretora da ASA local, Maria José da Silva, comenta que chegou em uma casa para retirar a sacola e, para sua surpresa, a quantidade de alimentos doados dava para montar quatro cestas básicas. “O sucesso desse trabalho é muito oração. Deus deixou para cada um de nós essa missão. Eu amo ajudar as pessoas e tenho o apoio de toda a minha igreja”, revela Maria.

Parte da equipe da ASA da Igreja do Jardim Primavera na campanha do alimento

A pequena congregação no Jardim Primavera, na cidade de Sorocaba, tem um coração enorme quando o assunto é assistencialismo. A equipe é coordenada por Edith Pereira da Silva. No ano passado foram entregues 500 marmitas no projeto “Almoço de Natal”. Hoje, além das cestas básicas, toda quarta-feira acontece a entrega do Kit Café da Manhã. Edith conta que no kit vai leite, bolacha, pão, bolo e frutas. A entrega e feita na sua casa com a lista de famílias cadastradas.

Silva destaca que faz esse trabalho como uma forma de gratidão a Deus por lhe conceder uma segunda chance de vida quando foi curada do câncer. “O que eu tenho que fazer agora é cuidar dos filhinhos de Deus que estão passando por dificuldade. É um prazer ajudar o meu próximo. Nesta pandemia tem muito trabalho a ser feito”, concluiu.

A força tarefa na Igreja Central de Sorocaba na montagem de 60 cestas básicas.

No sábado passado, a equipe da ASA da Igreja Central de Sorocaba, montou as cestas básicas para serem entregues no dia 1 de maio. Para a diretora da ASA, Ana Paula Tanaka leite, fazer o bem para as pessoas é o que Deus espera de seus filhos. “O trabalho é muito vasto e é de todos, não só dos adventistas. Recebemos os dons do Senhor e precisamos colocá-los em prática. Assim ajudamos as pessoas desempregadas e suprimos as suas necessidades”, relata Paula.

A corrente do Bem

Momento da entrega de cestas básicas pelo MCA na cidade de Ribeira

Já o Moto Clube Adventista (MCA), da regional de Araçoiaba da Serra, só no ano passado arrecadou 37 toneladas de alimentos. Com o nome “A Corrente do Bem”, o projeto iniciou esse ano com a entrega de 280 cestas básicas para atendeu famílias das cidades de Ribeira, Itaóca, Apiaí e Itapirapuã Paulista. A ação solidária virou notícia no Programa Revista Novo Tempo. Para o coordenador do projeto Hamilton Torres Ferreira, a campanha se estendeu para todo o estado paulista. “A corrente do bem vai continuar pois precisamos alcançar outros municípios também que estão precisando de ajuda.”

O livro missionário Esperança Além da Crise é o alimento espiritual que chega nos lares

Segundo o pastor Genival Novaes, diretor da ASA em todo o território sudoeste paulista, só no período da Semana Santa foram arrecadadas 315 toneladas de alimentos. Para Novaes é fundamental que as igrejas continuem ativas neste momento pandêmico na questão da solidariedade. “Estamos trabalhando para amenizar a dor, o sofrimento e as necessidades das pessoas neste momento difícil. A ASA realiza várias atividades cumprindo o papel que Jesus designou que é de cuidar das pessoas no aspecto físico, mental e espiritual. Primeiro Ele cuidava da parte física e das necessidades das pessoas”, destacou.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox