Notícias Adventistas

1° Campori Metropolitano de Unidades reúne mais de 700 desbravadores na Capital

Após um final de semana que roubou o fôlego da juventude campo-grandense, no melhor sentido da palavra, a ideia agora é se programar para um novo encontro e, nesse meio tempo, o que fica é a certeza de que o caminho para a eternidade tem um atalho especial dentro do Clube de Desbravadores.

15 de outubro de 2015

Evento aconteceu no último final de semana prolongado e teve participação de 76 unidades de diferentes clubes

Campo Grande, MS…[ASN] Pouco a pouco o lugar conhecido como palco de shows e feiras de exposições vai dando lugar a uma mini cidade de barracas. Misturados às “residências” temporárias, é possível avistar lenços e ouvir gritos de guerra. Andando um pouco mais, vemos um grupo ensaiando o ritmo da marcha, criteriosamente. Mais à frente, observamos um conselheiro cumprindo seu papel e instruindo o grupo de jovens sob sua liderança. E em meio a tudo isso a animação contagiante que exala de cada unidade ali presente. Esse é um pequeno resumo do que aconteceu no último final de semana prolongado no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande (MS).

Líderes e organizadores do evento que teve sua primeira edição em 2015.

Líderes e organizadores do evento que teve sua primeira edição em 2015.

O 1° Campori Metropolitano de Unidades reuniu 700 desbravadores divididos entre 76 unidades. Foram quatro dias de um encontro que já rende bons frutos. “Todo o evento foi muito bem organizado pelos líderes e eles responderam à altura de tudo o que ficou sob a responsabilidade deles, mas o ápice com certeza foram os batismos. Ver jovens se entregando a Deus é a melhor coisa que pode acontecer em qualquer grande programação”, comenta Lady Rodrigues, secretária do Ministério Jovem para o Mato Grosso do Sul e conselheira do evento.

O universo dos desbravadores apesar de muito particular é também muito conhecido tanto dentro quanto fora do convívio da igreja. E mesmo aquele membro que nunca foi desbravador, reconhece o lenço e tem algo bom a dizer a respeito. “Não sou desbravadora, mas me emocionei”, relata a publicitária e maquiadora, Jacqueline Peruzzo, ao assistir o vídeo de retrospectiva do evento.

Desbravadores durante prova física realizada no 1° Campori Metropolitano de Unidades

Desbravadores durante prova física realizada no 1° Campori Metropolitano de Unidades

Se quem não faz parte desse universo se emociona, é possível mensurar um pouco da emoção que toma conta de quem está à frente desse ministério. “Ver a liderança organizando todo o evento foi uma das coisas que mais me marcou nesse Campori. Outro detalhe inesquecível foi o fato de que a parte mais fundamental do clube se movimentou para que o programa se tornasse realidade. E a gente sai do evento com a sensação de ter ajudado o clube de verdade”, pontua Samuel Bruno, líder de Desbravadores para o Mato Grosso do Sul.

No total, nove líderes foram investidos e dois jovens foram batizados. “Acho que os momentos mais importantes desses quatro dias ficaram mesmo por conta do batismo e, claro, da investidura, que é sempre especial. Acredito que a investidura mostra que as pessoas ali estão comprometidas com os desbravadores, em ajudá-los no que for preciso e se tornar parte desse ministério que é tão envolvido na salvação de jovens”, ressalta Lady Rodrigues.

Durante o evento 12 provas foram desenvolvidas com as 76 unidades presentes, entre os 700 desbravadores inscritos. Cada uma das provas abordava os aspectos físico, mental e espiritual, abrangendo, dessa maneira, as três áreas que fundamentam o ministério.

Diretores e conselheiros de clubes durante abertura do evento.

Diretores e conselheiros de clubes durante abertura do evento.

Após um final de semana que roubou o fôlego da juventude campo-grandense, no melhor sentido da palavra, a ideia agora é se programar para um novo encontro e, nesse meio tempo, o que fica é a certeza de que o caminho para a eternidade tem um atalho especial dentro do Clube de Desbravadores. “A sensação é de dever cumprido, mas também de grande responsabilidade, porque a ideia é organizar um evento desse a cada ano, com intervalos entre os eventos regionais e nacionais. Mas, para uma primeira edição posso dizer que o programa superou todas as nossas expectativas”, finaliza Samuel. [Equipe ASN, Rebeca Silvestrin]

Fotos: Deivison Pedrê, Vinicius Pereira e Isac Leandro.

Acesse a página do Ministério Jovem ASM para conferir o álbum completo do Campori.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox