Notícias Adventistas

Especialista explica cenário de tratamentos e vacinas contra Covid-19

O que se pode esperar em termos de futuro quanto a respostas definitivas para a pandemia, o que envolve, também, a apresentação de vacinas?

Por Felipe Lemos 8 de maio de 2020

Pesquisas avançam em relação ao futuro em termos de tratamentos, mas tudo o que se tem hoje ainda não é 100% conclusivo. (Foto: Shutterstock)

As discussões sobre a Covid-19 se estendem em todo o mundo, especialmente direcionadas, neste momento, a tratamentos e vacinas. O fato de a doença pandêmica ser viral e nova tem desafiado a área médica a encontrar soluções e saídas rápidas. E tudo isso enquanto há registros oficiais de 3,5 milhões de casos em todo o mundo e mais de 250 mil mortes atribuídas à enfermidade. Mas a realidade é que o processo em busca de tratamentos definitivos e vacinas promissoras parece não ser tão veloz como se deseja. Algumas fontes médicas falam em mais de 460 ensaios clínicos de tratamentos contra o coronavírus em todo o mundo. Para entender melhor este cenário, a Agência Adventista Sul-Americana de Notícias (ASN) conversou com o médico Haroldo Rojas, diretor do Departamento de Infectologia do Sanatório Adventista del Plata, localizado em Entre Ríos, Argentina.

Leia também:

Epidemiologista explica isolamento social em pandemias

O que temos hoje de mais seguro e confiável em termos de tratamento para Covid-19?

Hoje sabemos, mais do que nunca, que esse vírus está nos mostrando que é mais complexo do que parecia inicialmente. Desde sua patogênese (forma como organismo reage a elementos nocivos), o espectro clínico e de tratamento. Até o momento, não há tratamento farmacológico que tenha demonstrado alta eficácia. Existem muitos relatórios discordantes de cada um dos novos ensaios sendo conduzidos com a nova bala mágica aparecendo como candidatos promissores. De acordo com um relatório publicado no Jama (Journal of American Medical Association), em 13 de abril de 2020, nenhum tratamento farmacológico provou ser eficaz. Cada país oferece suas recomendações terapêuticas ao paciente infectado com Covid-19. No entanto, os pacientes devem assinar um consentimento informando de que concordam em receber os medicamentos off label (quando um medicamento é usado com indicação diferente da bula). Portanto, como profissionais da área médica, devemos estar dispostos a aceitar, também, estratégias não farmacológicas que estimulem nosso sistema imunológico. Desde uma dieta baseada em vegetais, por meio de tratamentos de hidroterapia e um bom descanso, que fazem parte dos oito remédios naturais, dados por Deus. Usá-los agora é uma ótima oportunidade em um momento de pandemia estejamos ou não infectados.

Vacinas

Na sua avaliação, qual é o cenário real em termos de vacinas?

O surgimento de uma vacina eficaz contra o coronavírus, de acordo com o relatório de vários pesquisadores, provavelmente não aparecerá até o final de 2020 e o início de 2021. Novamente, existem ensaios e títulos de jornais promissores sobre o assunto. Mas, como diz o conhecido ditado: “entre dizer e fazer, há um longo caminho”.

Qual seu conhecimento sobre possibilidades de pandemias como esta se tornarem mais comuns nos próximos anos, inclusive a possibilidade de pessoas voltarem a ser infectadas com o mesmo tipo de vírus uma vez tendo contraído a doença?

A possibilidade de que pandemias como a do coronavírus Sars-Cov2 e pestilências similares sejam mais frequentes e globais nos próximos anos é real. Estes males não são produzidos em laboratórios, nem por pessoas mal-intencionadas que querem lucrar com as custas de milhares de vidas. Eles são a consequência de desobediência aos mandamentos de Deus em relação à reforma da saúde em relação ao cuidado de nosso corpo e do meio ambiente por não cuidarmos de nosso planeta como deveríamos. A possibilidade de recidiva com a mesma doença devido à falta de persistência de anticorpos protetores ao longo do tempo torna esse cenário de pandemia ainda mais difícil. Na Coréia do Sul, existem centenas de casos confirmados que ocorreram com o Covid-19.

Portanto, diante deste futuro incerto, creio que é uma boa oportunidade buscar a Deus com um coração humilde e contrito para se arrepender de nossos pecados conscientes, ter humildade em aceitar suas diretrizes e coragem para poder cumpri-las.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox