Notícias Adventistas

Alunos escavam fósseis em simulação na Escola de Maringá

Atividade fez parte da Semana do Criacionismo, em que os estudantes tiveram contato com ossos fossilizados

Por Gustavo Cidral 25 de abril de 2019

Até os menores foram escavadores por um dia

Os alunos da Escola Adventista de Maringá, do Ensino Infantil ao 9° Ano, participaram de uma exposição e aprenderam como é feita a escavação de fósseis. A atividade fez parte da Semana do Criacionismo, promovida em parceria com o Núcleo Maringaense da Sociedade Criacionista Brasileira (Numar-SCB).

Nos dias 22 a 24 de abril, as crianças e adolescentes puderam ver e tocar em fósseis de diversos animais e tamanhos, todos originais. Os estudantes também “escavaram” e encontraram ossos em uma simulação feita numa caixa de areia no pátio da escola da Zona 7.

Fósseis despertaram a curiosidade dos estudantes

“O objetivo foi despertar a curiosidade dos alunos para a ciência com observações e práticas, ensinando-os sobre os processos de fossilização e demonstrando como a teoria criacionista pode explicar sem as falhas que observamos tradicionalmente em outras explicações”, explica Vinícius Kümpel, mestre em Biociência.

Além de Vinícius, falaram aos alunos a bióloga Gabriela Saldanha, o teólogo Júlio Mello Soares e a pedagoga Mohedja Soares. Todos são do departamento de extensão do Numar, responsável pelo contato com a comunidade, escolas, igrejas, desbravadores e aventureiros.

Abaixo, veja mais fotos:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox