Notícias Adventistas

Horário brasileiro de verão termina neste domingo

Período causa impactos na economia do país e na saúde da população

18 de fevereiro de 2017

Foto: Shutterstock

Brasília, DF… [ASN] Encerra à 0h deste domingo, 19 de fevereiro, o horário brasileiro de verão. Os moradores dos estados onde ele está ativo deverão atrasar seus relógios em uma hora.

Economia de energia

O horário de verão é adotado em cerca de 70 países. Seu objetivo é poupar os recursos da matriz energética em horários de maior consumo.

“No verão, as regiões que estão mais distantes da linha do equador têm a duração do dia deslocada, anoitecendo mais cedo”, explica o engenheiro eletricista Bernardo Valentim. “Por consequência, o consumo de energia por parte do comércio e da indústria acaba coincidindo com o consumo residencial, o que intensifica a demanda nos horários de pico. Para atender a essa necessidade, seria necessária a atividade de mais unidades geradoras de energia”.

Ainda segundo Valentim, com o horário de verão, esta diferença no deslocamento da duração do dia é compensada. Em termos práticos de economia, a vantagem para o sistema elétrico como um todo é a suficiência no atendimento nos horários de pico sem precisar de novos investimentos, e a diminuição do risco de uma falha no fornecimento de energia. Para o consumidor final, a diferença está no que ele vai poupar em torno das 18h.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério de Minas e Energia, no início do último horário de verão, em outubro de 2016, a estimativa de economia para o sistema elétrico era de R$147,5 milhões, dados que só poderão ser contabilizados na segunda-feira (20). Historicamente, o sistema costuma fechar os períodos com a meta de economia alcançada.

Saúde

De acordo com o médico Marcello Niek, a mudança artificial do tempo durante o horário de verão tem impacto sobre o sono devido à menor incidência de luz. “Isso interfere no processo interno pelo qual o corpo controla o seu ritmo biológico de funcionamento entre o dia e a noite”, explica. Sendo assim, embora as pessoas reajam de forma diferente a essas alterações, a maior parte delas enfrenta sonolência, alteração no nível de concentração, mau-humor e menos disposição para as atividades do dia. Segundo Niek, com o fim do horário de verão os sintomas de privação do sono devem desaparecer e o corpo sentirá, assim, uma sensação natural de descanso. [Equipe ASN, Vanessa Arba, Felipe Lemos e Silaine Bohry]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox