Notícias Adventistas

Participantes do movimento de oração fazem jejum de elementos de seu dia a dia

O jejum vai desde alimentos até aparelhos eletrônicos, ou outras coisas. A escolha é livre e pessoal.

23 de fevereiro de 2016
20160223041753

Os fiéis da igreja de Labra estão conciliando o jejum com as reuniões diárias de oração.

Paranaguá, PR…[ASN] Desde a última quinta-feira (18), os fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul estão envolvidos em um movimento de oração. O projeto intitulado 10 dias de oração incentiva os participantes a intercederem a cada dia por um motivo em especial. As congregações no sul do Paraná estão participando desta campanha, que será finalizada no próximo sábado (27) com orações e dez horas de jejum.

Como material de apoio, os fiéis utilizam a Revista Unidos em Oração que apresenta todos os temas abordados durante a semana. Na cidade de Paranaguá, na Igreja Adventista de Labra, além da revista e das reuniões à noite para orarem juntos, os fiéis foram desafiados a jejuarem no período do projeto. Porém, o jejum não se refere ao alimento, e sim às coisas que cada um precisa se desprender. A escolha é livre e pessoal.

A iniciativa foi lançada para a pequena igreja por Renata Costa, que também frequenta o local. A jovem ficou sabendo da ideia por meio de seus familiares no Ceará que também estão unidos nos 10 dias de oração, e então resolveu apresentar aos membros de sua igreja em Paranaguá. “Eles podem fazer jejum de televisão, de algum alimento, de músicas, de internet . A pessoa pode começar a qualquer momento, quando ela se sentir tocada a fazer tal coisa. O jejum vai até final dos dez dias de oração”, explica.

Renata decidiu fazer jejum de suas maquiagens. Nesta atitude simples, ela revela que tem sido um desafio, mas ao mesmo tempo um período de reflexão. “A princípio foi bem difícil, mas estou me adaptando. Até senti vontade de passar alguma coisa quando saio, mas me repreendi. É um ato que parece simples, mas comparado às coisas de Deus, vi que como na Bíblia diz tudo é vaidade. Agora, o tempo que eu usava para me maquiar, eu gasto falando com Deus”, percebe.

Sabrina Marques também aceitou o desafio e está jejuando de músicas seculares. Ela não tem o hábito de ouvir as músicas em seu dia a dia, porém é mais próxima deste tipo de conteúdo ao praticar as técnicas em seu violão. Em poucos dias, Sabrina já sente a diferença. “Como estou aprendendo a tocar, essas músicas são mais fáceis. A experiência tem sido muito boa! Eu esqueço das músicas e nem me interesso mais. Eu sinto mais vontade de tocar as músicas da nossa igreja mesmo. Está sendo ótimo!”, comemora a jovem.

Apesar de a ação acontecer em dez dias, Renata acredita que a dedicação dos fiéis em se unirem em oração conciliados ao jejum, fará a diferença. “Deus vai fazer algo tremendo na vida deles, assim como fez na minha. Hoje posso dizer que sou diferente depois dos dez dias de oração. E olha que estamos ainda na metade do projeto”, conclui Renata. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox