Notícias Adventistas

Pai recorre a Deus em oração pela cura do filho com câncer

José Ignacio Marmolejo encontrou esperança na Bíblia e confiou nas promessas registradas nela.

Por Ángela Arias 19 de fevereiro de 2019


O fisioterapeuta Ignacio Marmolejo, que vive na região metropolitana do Chile, viu seu mundo ruir quando seu filho foi diagnosticado com câncer. “Em um exame de fundo de olho, foi descoberto um tumor. Naquele dia vieram três médicos que moviam as mãos indicando o tamanho do tumor com calcificações e indicaram a retirada do olho, caso quiséssemos ter uma possibilidade de ele viver”descreve o pai.

“Fiz perguntas ao médico, quis saber quais eram os números, pois sou homem de números, e se havia 95% de chances de sobrevivência. O médico me disse que, com sorte, 30%”, relata Marmolejo.

Hoje, Marmolejo compartilha sua experiência de oração com outras pessoas (Foto: Arquivo pessoal)

“Experimentei o que era derramar a alma diante de Deus e dizer ao Senhor: ‘Este fardo é demasiadamente pesado para mim. Não posso carregá-lo e o deixo em teus braços’. No dia seguinte, despertamos e, depois de haver derramado a alma diante do Senhor e de ter conhecido a bondade de Deus, conhecemos a paz do Senhor, nesse mesmo dia”, ele conta.

Leia também:

“Enquanto todos choravam, enquanto todos estavam desesperados, em nosso quarto havia paz, pois havíamos deixado José (o filho) nas mãos do Senhor”, Ignacio diz feliz por haver confiado nas promessas do Senhor, a despeito do diagnóstico do filho.

 O milagre não termina aqui

Ignacio Marmolejo conseguiu fortalecer sua vida e seu relacionamento com Deus ao começar a estudar a Bíblia. “Há um verso que diz: ‘Provai e vede’ (Salmos 34:8). E assim transcorreram seis, sete meses de tratamento, quando tínhamos de deixá-lo no hospital para a quimioterapia e, depois, por dez dias, ele recebia injeções para fortalecer seu sistema imunológico”, explica o pai.

“Então, impressionados, os médicos nos chamaram. Eles se aproximaram e nos disseram: ‘Papais, não sei o que vocês fizeram, mas o tumor desapareceu’. E tudo o que nós fizemos foi pedir a Deus que fizesse a sua vontade”, detalha emocionado.

Para o pai, a explicação para a cura do filho está no poder da oração (Foto: Arquivo pessoal)

“Atualmente, José é uma criança praticamente normal. Ele enxerga bem, está vivo e se comporta como qualquer criança. Nossa família frequenta a Igreja Adventista, todos juntos, e são nossos filhos os principais seguidores de Deus. Eles nos ensinaram o caminho”, declara o pai.


Participe dos 10 Dias de Oração e 10 Horas de Jejum. O projeto acontece em oito países da América do Sul de 14 a 23 de fevereiro, e diariamente apresenta reflexões e motivos específicos de oração. Conheça mais detalhes em: adventistas.org/10dias

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox