Notícias Adventistas

Menino de 8 anos envia mensagem de esperança à médica de SP

O pequeno Danilo Henrique, integrante do clube de aventureiros da cidade de Naviraí (MS), pediu ajuda aos pais para enviar palavras de fé e ânimo à médica, uma antiga amiga da família

Por Rebeca Silvestrin 26 de maio de 2020

Uma médica da cidade de Piracicaba (SP) recebeu, na última semana, uma mensagem em uma rede social com palavras de ânimo e fé, direcionadas especialmente para alguém que está na linha de frente no combate ao coronavírus durante a atual pandemia. Na tela do celular da doutora Daniele Pasquarelli a foto de uma mulher adulta avisava quem era o remetente: sua velha conhecida da cidade de Naviraí, interior do Mato Grosso do Sul. Mas a realidade não era bem essa. Por trás do contato da mulher que enviou a mensagem à doutora, estava uma criança de oito anos. Um garotinho com pressa de compartilhar esperança. “Em um momento tão delicado como o que vivemos, perceber que o seu filho pensa no próximo e faz algo por ele, me dá muito orgulho”, relata Beto Rodrigues, pai do autor da mensagem inspiradora, o pequeno Danilo Henrique.

Emoção e gratidão se destacam na resposta da doutora Daniele Pasquarelli à mensagem de Danilo.

É o pai quem narra a história que mexeu com ele, sua esposa, e toda a liderança de aventureiros do Mato Grosso do Sul na última semana. Para Beto, a iniciativa do filho traz esperança de dias melhores. “Minha sogra trabalhou com a doutora Daniele e, por conta disso, a gente tem amizade com ela. Hoje, ela mora na cidade de Piracicaba. O Danilo comentou que queria enviar mensagens com palavras de força para funcionários da área da saúde, para animá-los nesse período difícil e minha esposa o ajudou”, explica. Segundo Beto, foram duas gratas surpresas: a iniciativa do filho e o feedback da doutora. “Ela ficou muito emocionada, agradeceu a ele e disse que Deus age por meio das pessoas”, lembra Beto.

A iniciativa de Danilo faz parte de um dos desafios cumpridos pelos clubes de aventureiros durante a Semana do Lenço, mas o que fica claro é que nem para ele ou para a doutora, a mensagem foi apenas um desafio. Entenda o porquê: “Doutora Dani, aqui é o Danilo. Venho hoje, através dessa rede social, homenagear um profissional da saúde e não poderia deixar de lembrar de você. Que Deus abençoe você e toda a sua equipe nesse momento difícil. Deus está contigo e com todos os seus colegas. Parabéns por ser essa pessoa maravilhosa e especial”, escreveu Danilo à doutora.

O pequeno Danilo Henrique Rodrigues. Aos oito anos de idade, ele teve a iniciativa de enviar mensagens de fé, esperança e gratidão a profissionais da Saúde. Uma das contempladas pela atitude dele, a média Daniele Pasquarelli, se emocionou com a atitude do aventureiro.

Para o pastor Henrique Vieira, líder dos aventureiros para todo o território sul-mato-grossense, os desafios diários foram uma forma de integrá-los nos grupos de relacionamentos através das novas formas de interação que têm alcançado um número maior de pessoas no mundo  atual por conta da pandemia. “O principal objetivo da Semana do Lenço é que todos os clubes se envolvam em atividades de testemunho cristãos. E a atitude do Danilo foi de encontro àquilo que os clubes ensinam em sua essência, que é o amor de Deus e como compartilhamos ele na prática”, ressalta o líder.

Ainda de acordo com Henrique, outras iniciativas inspiradoras como a mensagem do Danilo foram realizadas por aventureiros em todo o estado. “Eles doaram agasalhos, confeccionaram tapetes de oração, ligaram para amigos para falar do amor de Cristo, se lembraram das crianças que têm fome, enfim, foram diversos relatos e testemunhos de ações que servem de exemplo inclusive para nós, adultos”, conta.

Sede administrativa da Igreja Adventista em Mato Grosso do Sul “vestida a caráter” em homenagem à Semana do Lenço dos Aventureiros.

Para finalizar a semana uma live especial realizada em parceria com o Ministério da Criança reuniu os 106 clubes do estado, além dos pais dos quase 3 mil meninos e meninas que fazem parte dos aventureiros em Mato Grosso do Sul. “Tivemos um retorno muito positivo dessa semana e um dos maiores motivos de gratidão por parte deles foi a oportunidade de participar de algo significativo juntos, como um exército. Para mim, como líder, é muito emocionante ver as crianças terem a iniciativa de testemunhar, porque durante essa semana ficou evidente em cada atitude que eles queriam que outras pessoas soubessem que são aventureiros e que têm uma mensagem importante a compartilhar”, conclui.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox