Notícias Adventistas

História da igreja é contada a juvenis através de atividades

Os movimentos "Eu Conheço a Minha História" e "Congrenil: Missão resgate" envolveram mais de 400 juvenis no sul da Bahia

Por Evellin Fagundes 24 de novembro de 2020

Os movimentos “Eu Conheço a Minha História” e “Congrenil: Missão resgate” envolveram mais de 400 juvenis no sul da Bahia (Foto: reprodução)

Neste final de semana, mais de 400 juvenis do sul da Bahia concluíram uma série de aulas sobre a história do adventismo. A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Criança da Igreja Adventista do Sétimo Dia e faz parte do projeto “Eu Conheço Minha História“, que foi desenvolvido em 2005 e, neste ano, precisou ser realizado de forma online. A culminância do projeto ocorreu com cerimônias de formatura em cada região, quando os alunos receberam um certificado e foram condecorados com o pin do mascote do programa, o Guigo. Um dos objetivos deste projeto é reforçar a identidade da igreja e ajudar os juvenis no desenvolvimento do seu relacionamento com Deus.

Os juvenis estudaram sobre a história da igreja. (Foto: reprodução)

Após a conclusão do “Eu Conheço a Minha História”, os juvenis puderam participar de um congresso específico para eles, o Congrenil: Missão Resgate. No programa, que aconteceu em formato de live, os participantes foram desafiados com muitas atividades criativas e em clima de “investigação”. Ao final, eles receberam uma carteirinha de “Agente Especial de Deus”. Para a líder do Ministério da Criança para a região sul da Bahia, Monica Noya, o momento foi especial. “Os juvenis assumiram o compromisso de se manterem conectados com Deus diariamente e estarem prontos para realizar a missão de testemunhar e levar muitos até Jesus. Fica aqui a nossa gratidão a todos os professores, diretores e coordenadores voluntários e aos pastores pela realização deste projeto”, contou.

Cleia é mãe de uma juvenil que acompanhou a sequência de aulas e as programações especiais, mas o seu filho mais velho acabou sendo envolvido também. Para ela, o resultado foi além das expectativas. “Quero dizer que esses desafios uniram minha família. Meu filho se afastou da igreja aos 15 anos de idade, hoje tem 24 anos e participou nos ajudando nas atividades e isso pra mim que é gratificante! Deus seja louvado! Por mais momentos como estes”, relatou animada.

Veja fotos das atividades e formaturas:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox