Notícias Adventistas

Bíblia

Estudos aponta a eficácia da oração e prática religiosa 

Conheça a história de uma mãe que teve a vida de seu bebê salva por meio da oração diária


  • Compartilhar:

A Organização Mundial de Saúde tem estudado o poder da fé desde 1980 e como resultado tem visto a maneira que ela influencia a saúde mental e física. De acordo com o cientista Andrew Newberg, quanto mais pensamos em Deus, mais intensamente acontecerão alterações em nosso cérebro. Resultando em benefícios como ampliação da habilidade do convívio social e administração dos sentimentos ruins.  

"A oração atua em nosso celebro, mais especificamente na região mesolímbica, e libera substâncias muito importantes que trazem para nós um senso de pertencimento" explica a Dra. Rosana Alves, neurocientista, em entrevista ao Programa Consultório de Família, da TV Novo Tempo

Diante disto, surgem histórias surpreendentes envolvendo a fé.  Como aconteceu com a professora a Geusane de Souza.  Ela possui o hábito de orar e ler a Bíblia todos os dias. O costume veio após uma orientação de uma amiga, que lhe aconselhou a buscar a Deus diariamente para salvar sua família. 

Geusane teve mais dois filhos depois da primeira gravidez

O que Geusane não esperava é que viveria a literalidade desse conselho. Perto de dar à luz a sua primeira filha, ela notou um comportamento diferente da bebê. Todos os dias a criança se mexia enquanto a mãe fazia o culto. Porém, naquela manhã, ela não se movimentou. Logo, Geusane estranhou o comportamento e ligou para o médico. 

O parto aconteceu com urgência e no fim, o médico deu o parecer para mãe.  "Mais um dia, [a Ellen] já nasceria sem vida", relembra Geusane.  

Assista o vídeo abaixo e se surpreenda com mais detalhes dessa história: