Notícias Adventistas

Carta de Paulo aos coríntios orientou igreja em risco de se corromper

Os coríntios enfrentavam grande pressão social e a carta de Paulo serviu para redirecionamento.

15 de março de 2015
Ruínas de Corinto, cidade para qual o apóstolo escreveu advertências

Ruínas de Corinto, cidade para qual o apóstolo escreveu advertências

Brasília, DF … [ASN] Imagine se você fosse membro de uma igreja fortemente ameaçada pelas influências de aspectos da cultura local. Influências tão grandes a ponto de quase corromper os princípios de uma congregação. Esse é o pano de fundo da primeira carta do apóstolo Paulo aos coríntios. A famosa epístola começa a ser estudada hoje, 15 de marco, por pessoas em todo o mundo no projeto Reavivados por Sua Palavra (#RPSP).

A carta foi escrito por Paulo em Éfeso e, segundo o Comentário Bíblico Adventista, a carta foi ditada a um escrevente ou secretário. Exceto a parte mencionada pelo autor de que tenha sido escrita a próprio punho (I Coríntios 16:21).

A preocupação do apóstolo com essa carta era dupla. “Primeiro, reprovar a apostasia que tinha provocado na igreja a introdução de práticas que corrompiam os ensinos do evangelho e, segundo, ensinar, ou explicar, pontos de crença e de prática a respeito de assuntos sobre os quais os crentes tinham solicitado esclarecimento”.

Na viagem dessa leitura por I Coríntios, o leitor vai se deparar com uma riqueza de abordagens teológicas e conselhos úteis não apenas para o povo da cidade que foi chamada de “Paris da antiguidade”. [Equipe ASN, da Redação]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox