Notícias Adventistas

1° Fórum de Liberdade Religiosa do MS levanta discussão sobre respeito às crenças

Para cerca de 200 pessoas o fórum esclareceu a importância de levantar a bandeira da liberdade religiosa ao abordar a discussão de dentro para fora no meio religioso

Por Rebeca Silvestrin 30 de janeiro de 2020

Praticar a religião é um direito simples e, mais que isso, garantido pela nossa constituição. Mas, na prática, viver livremente a religião – seja ela qual for – não é exatamente algo simples e foi justamente a busca por tornar esse um direito acessível a todos, que o primeiro fórum de liberdade religiosa do Mato Grosso do Sul foi realizado no último dia 25 de janeiro. “A ideia era trazer discussões pertinentes cuja base principal é o respeito à crença individual de cada ser humano. Aqui em nosso estado o assunto ainda é pouco abordado e a falta de conhecimento a respeito do tema foi o ponto de partida pra trazer a discussão para dentro da Igreja Adventista”, é o que explica o advogado Bruno Mota, idealizador do evento.

Fórum de Liberdade Religiosa é algo inédito no Mato Grosso do Sul e levantou importantes discussões para o meio religioso.

Segundo Bruno, a ideia do programa era esclarecer o que, de fato, significa liberdade religiosa, seu conceito e aplicação. “A maioria das pessoas acredita que liberdade religiosa tem a ver apenas com aquele pedaço de papel, onde é feita uma declaração para o aluno entregar na universidade. Mas ela é muito mais do que isso. Esse assunto trata basicamente do respeito ao indivíduo. Um ateu, por exemplo, ao escolher não crer faz uso do seu direito previsto na liberdade religiosa. Deus nos concedeu a liberdade e ela é para todos”, pontua Mota.

Orador do evento, o doutor Samuel Gomes, presidente da Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania (Ablirc), explica o que é liberdade religiosa e porque sua discussão é tão importante. “Tem a ver com o direito inalienável que cada ser humano tem de professar a crença de sua escolha de acordo com os ditames da sua consciência. É o direito da auto determinação do ser humano que Deus dotou cada um de nós, mas, por incrível que pareça em pleno século XXI a liberdade religiosa está cada vez mais escassa no mundo, quando na realidade deveria ser o oposto. Por esse motivo é tão importante um fórum onde se discute a liberdade religiosa, especialmente para sensibilizar a comunidade e despertar nela o respeito que é a base para esse direito constituído”, ressalta.

Dr. Samuel Gomes, presidente da Ablirc, orador do evento, esclareceu o que é liberdade religiosa e qual sua aplicação.

Para cerca de 200 pessoas o fórum esclareceu a importância de levantar a bandeira da liberdade religiosa ao abordar a discussão de dentro para fora no meio religioso, é o que acredita Guilherme Lanza, advogado e participante da discussão. “Como cristãos temos que entender que Cristo quando veio a esse mundo não obrigou qualquer um a seguir o que Ele dizia. Isso é liberdade, a autonomia de escolha. É muito importante trazer à tona temas como esse em um fórum, pois a liberdade religiosa é, além de tudo, um direito constitucionalmente garantido que todos têm de professar uma crença, seja ela qual for”, conclui.

Fotos: Davi Alves

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox