Notícias Adventistas

Esportistas fundam projeto missionário por meio do karatê

Os resultados desse trabalho foram vistos pelos membros da Igreja de Taguatinga Norte quando dois dos integrantes do projeto foram batizados após estudar a Bíblia e conhecer o amor de Deus.

Por Rafael Brondani 3 de outubro de 2019

No último sábado (28), dois dos integrantes do projeto foram batizados após estudar a Bíblia e conhecer o amor de Deus.(Foto: Tatty Barreto)

Usar a profissão como ferramenta para falar de Jesus às pessoas é a proposta do projeto “Meu Talento, Meu Ministério”, uma iniciativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia que motiva cada pessoa a usar talentos, dons e hobbies para evangelizar amigos, familiares e colegas de trabalho. É desta forma que centenas de histórias inspiradoras surgem em todo o território brasileiro. Uma delas vem de Taguatinga Norte, DF.

Há seis meses um grupo de esportistas da Igreja Adventista de Taguatinga Norte criou o ministério do Karatê Missionário. Por meio do esporte, o grupo proporciona oportunidade de integração social aos participantes, afastando os jovens do crime, das ruas e das drogas. Além disso, o projeto promove o mais importante: a mensagem de esperança para pessoas que nunca pisariam numa igreja, seja por preconceitos ou qualquer outro motivo. Os resultados desse trabalho foram vistos pelos membros da Igreja de Taguatinga Norte quando dois dos integrantes do projeto foram batizados após estudar a Bíblia e conhecer o amor de Deus.

Lidiomar Novais coordena o projeto. Ele é professor da modalidade e explica que a ideia surgiu ao observar que alguns membros da igreja utilizavam seus talentos para apresentar Jesus às pessoas. “Observei que existia o grupo dos motociclistas, skatistas, entre outros, e pensei: ‘por que não fazer um projeto de karatê missionário? Conversei com alguns pastores e recebi apoio. Levei a proposta para a comissão da igreja e ele foi aprovado, para a honra e glória de Deus”, comemora Novais.

Os karatecas, como são chamados, se reúnem duas vezes por semana: aos sábados, às 19h, e domingos, às 21h15. Atualmente, 30 pessoas participam do grupo. As aulas não têm custo e são abertas à comunidade. Antes dos treinos, os participantes têm a oportunidade de ouvir reflexões e mensagens bíblicas.

Para Novais, é gratificante ver um sonho se tornar realidade. Ele comenta que está feliz por fazer do seu talento o seu ministério. “É muito bom ver pessoas sendo ganhas para Cristo por meio do projeto. Estou muito contente porque o projeto ajuda os participantes a saírem das ruas e a ficarem longe da bebida, dos cigarros e das drogas em geral. Apresentamos a eles um estilo de vida saudável e eles têm aceitado esses ensinamentos de forma muito positiva”, conclui Novaes.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox