Notícias Adventistas

Conheça a autora da Adoração Infantil para 2019

Janice Pareja destaca a importância deste ministério e lança vídeos explicativos no YouTube.

Por Fabiana Lopes 3 de janeiro de 2019

Janice Pareja é a líder atual do Ministério da Criança e Ministério dos Adolescentes na região sul do Rio de Janeiro./Foto: Arquivo ARS

Janice Moraes Pareja é natural de São Paulo, casada com Roberto Pareja Filho, mãe de dois filhos Anna Beatriz (13) e Roberto Júnior (8) e professora graduada em Pedagogia pelo UNASP Campus I. Atualmente, Janice é a líder do Ministério da Criança e Ministério do Adolescente da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região Sul do Rio de Janeiro, Associação Rio Sul.

Numa entrevista, Janice conta como fez a compilação das histórias da Adoração Infantil para 2019, com o título No caminho para o céu, e aproveita para lançar a ideia em formato de dicas com vídeos trimestrais no YouTube.

De onde vem a facilidade de contar histórias?

Tenho certeza de que Deus nos dá dons e acredito que Ele me deu o de contar histórias. Comecei a ser contadora de histórias quando ainda era uma estudante do curso de Magistério, no UNASP, Campus I São Paulo. Se eu contar desde esta época, já faz 25 anos que conto histórias. A primeira vez que contei história numa Adoração Infantil foi na Igreja do UNASP, que estava repleta de crianças e adultos. Eu cursava o 3º ano de Magistério. Ali eu descobri que gostava de contar histórias, independente do público que estivesse assistindo. Muitas pessoas não conseguem contar histórias no culto pois diante dos adultos elas travam, mas graças a Deus eu sempre fiz isso e nunca tive dificuldade, pois sempre acreditei que se Deus nos dá um talento Ele também vai capacitar.

Durante os treinamentos eu converso muito com as professoras das classes infantis que muitas vezes não fazem adoração Infantil na igreja. Algumas é por vergonha, outras sentem medo por achar que não vão conseguir, vão esquecer, ou qualquer outro motivo.

Antes de contar sua primeira história numa Adoração Infantil, já tinha experiência com a arte de contar histórias?

Eu ajudava nas classes infantis, não como professora de forma sistemática, mas gostava de ajudar. Como estudei o magistério, sempre estive em contato com crianças durante o estágio contando histórias também. A minha experiência começou no ensino médio, por volta de 16 anos de idade.

Como surgiu a ideia de escrever a Adoração Infantil de 2019?

O convite foi feito em fevereiro de 2017 pela professora Graciela de Hein, que era a líder do Ministério da Criança da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul, sede conhecida por Divisão Sul-Americana. Até hoje tenho o hábito de escrever as histórias que conto, independente se a história está na Bíblia ou não. Eu já tenho uma grande quantidade delas escritas, desde que comecei a fazer Adoração Infantil, há mais de 20 anos. O trabalho que tive foi de compilar, fazer alguns ajustes e escolher as que ficassem melhor para o momento da Adoração Infantil.

Qual a importância da Adoração Infantil no momento do culto?

A Adoração Infantil é um ministério dado por Deus e não devemos negligenciar nossos pequeninos dentro da igreja. Muitos acham que por terem vindo da Escola Sabatina e já terem ouvido ali a história da lição, não precisam de um momento a mais no culto. Porém, da mesma forma que os adultos têm a lição e em seguida a pregação, que é o alimento espiritual; as crianças também merecem atenção diferenciada com um momento para elas durante o culto. A autora norte americana Ellen G. White cita em seu livro Orientação da Criança, que cada pregador deveria reservar um tempinho para as crianças, veja:

“Repita-se às crianças em todas as ocasiões oportunas a história do amor de Jesus. Reserve-se em cada sermão um tempinho para benefício delas. Isso contribuirá mais do que avaliamos para impedir o caminho aos ardis de Satanás. Se as crianças cedo se familiarizarem com as verdades da Palavra de Deus, erguer-se-á uma barreira contra a impiedade, e elas serão habilitadas a enfrentar o inimigo com as palavras: Está Escrito”. (OC, p. 552)

Já aconteceu de você chegar em alguma igreja e precisar contar uma história sem estar preparada?

Sim. Uma vez eu estava numa igreja e ao tocar a música da Adoração Infantil, as crianças se levantaram, foram para o lugar delas e ninguém apareceu para contar a história. Eu vi aquilo e me levantei na mesma hora, e no caminho fiquei pensando ‘que história eu devo contar’? Aconteceu algum desencontro entre as professoras e ninguém estava pronta para fazer a Adoração Infantil. Graças a Deus pensei numa história, contei e deu tudo certo. Mas é muito ruim fazer desta forma, não é o correto. Naquele momento, temos crianças de idades variadas, que pode ir de 0 a 11 anos, e a gente precisa chamar a atenção de todas elas, num curto espaço de tempo.

O que você define ser o mais importante numa Adoração Infantil?

O preparo é a persistência, sem dúvida. A partir do momento que as pessoas se conscientizarem de que elas precisam estar preparadas para contar uma boa história, em pouco tempo, para prender a atenção de crianças em idades variadas, vai ficar mais fácil. E não precisa ter tantos materiais, a orientação é que as crianças assistam e apenas juvenis e adolescentes façam alguma encenação, quando necessário. Porque aquele é o momento das crianças no culto. Mas tudo isso exige preparo antecipado e muita dedicação e oração. Não menos importante é que seja feita regularmente e em todas as igrejas, independentemente da quantidade de crianças que tiver.

O material usado para contar as histórias já está disponível?

Os materiais estão preparados desde novembro: o caderno com as histórias e o caderno de atividades. Além disso, este ano também preparamos o material em vídeo no YouTube, com as dicas para cada história. Mostramos o que vestir, o que usar, o que falar ou não falar. A partir dali todos podem usar da criatividade e melhorar ainda mais o momento. Também preparamos dicas específicas para cada história do primeiro trimestre, a primeira do ano é ‘Multiplicação de Pães e Peixes‘, já está disponível com mais doze histórias.

É fácil contar histórias na Adoração Infantil?

Sim, mas dá trabalho. É preciso planejamento e preparo. Isso é fundamental para tudo o que vamos fazer, seja na vida pessoal, profissional, espiritual. E quando falamos das nossas crianças, precisamos investir. É importante falar que não apenas crianças ouvem a história, mas também os adultos. A posição correta para se contar histórias deve ser de frente para a igreja, e as crianças devem sentar-se nos primeiros lugares, assim todos podem ouvir e até participar, dependendo do recurso que será utilizado.

Na sua infância, você ouvia muitas histórias?

Em casa quem gostava de contar histórias era meu pai, Matias Moraes. Eu me lembro que ele contava ‘As Belas Histórias da Bíblia’ e eu adorava. Hoje a história que mais gosto de contar é a ‘Ovelha perdida’.

Qual o maior desafio para contar histórias?

A tecnologia atual é o grande desafio que temos, pois, concorrer com sons, luzes, cores e tantos estímulos não é fácil. Mas acredito que o grande aliado é o hábito que podemos começar a desenvolver nas crianças. Pais, escola, professores, amigos, familiares; todos podemos estimular na criança a vontade de querer ouvir histórias e a partir daí o hábito da leitura. Então precisamos fazer o nosso melhor, pois se são gastos bilhões de dólares em desenhos que muitas vezes são ‘lixos’ para nossas crianças, como não investiremos o máximo que pudermos com elas? E para contar uma história não precisamos gastar muito, coisas simples podem ilustrar histórias. Se vamos falar da chuva, podemos usar um borrifador com água, mostrar uma fruta para que sintam o cheiro, toquem e desperte a curiosidade. Para chamar a atenção do bebê e de uma criança de 11 anos, precisa usar de todos os recursos possíveis. E num curto espaço de tempo, que deve ficar em torno de 5 minutos, no máximo.

Deixe uma mensagem às professoras que ainda não fazem Adoração Infantil:

Faça o seu melhor. Às vezes vão aparecer pessoas para criticar, como em tudo na vida. Mas se você estiver fazendo seu melhor, Deus vai te capacitar e recompensar. Não espere aplausos, pense que estão em suas mãos, por 5 minutos apenas, muitas crianças que talvez só tenham aquele momento para ouvir de Jesus. A Igreja Adventista deixa à nossa disposição o material de forma gratuita e facilitada, então faça na sua igreja.

Algumas dicas que podem ajudar na Adoração Infantil:

  • Estude bem a história, jamais leia;
  • Não usar dramatizações, apenas encenações;
  • Utilizar de 5 a 6 minutos no máximo;
  • Não colocar homem para fazer papel de mulher e vice-versa;
  • Providenciar com antecedência todo o material;
  • Enfeitar a história usando material concreto ou visual;
  • Não enfatizar violência na história (quando houver);
  • Prezar pela modéstia cristã ao contar a história;
  • Sempre promover a reverência e a adoração;
  • Encerrar com uma aplicação, texto bíblico e uma oração curta.

O material da Adoração Infantil é gratuito e pode ser adquirido com as líderes do Ministério da Criança de cada igreja adventista e também está disponível para download neste link. Entre em contato com sua líder mais próxima e comece a desenvolver este ministério também.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox