Notícias Adventistas

Campori de Desbravadores inspira jovens a deixarem um legado no mundo

A 5ª edição do Campori foi a maior de todo o Sul do Pará.

Por Juliano Santos 19 de novembro de 2019

A celebração contou com show pirotécnicos durante a abertura e encerramento. (Foto: Kayo Farias)

Durante os dias 13 a 17 de Novembro, Desbravadores de toda a região Sul do Pará se reuniram em um grande acampamento na cidade de Marabá, onde desenvolverem diversas atividades espirituais e aventuras em meio a natureza. Cerca de 6 mil adolescentes e jovens marcaram presença no quinto Campori no Sul do Pará.

“O Legado, mais que uma herança um chamado” foi o tema do Campori neste ano. Uma ampla estrutura foi montada para receber os clubes. Convidados como Art’Trio, Leonardo Gonçalves, Discípulos, Demétrio dos Anjos e Pr. Luís Gonçalves motivaram ainda mais cada desbravador na programação. “Esse tema foi escolhido para mostrar que todos escrevemos a história, tanto a história do desbravador, como também a sua própria história. Nossas escolhas nos levarão ou não para o céu, se cada um fizer a escolha certa serão felizes nessa vida e também a eternidade, deixando seu legado, que não é só uma herança, mas também um chamado pra viver o que Cristo viveu”, explica Pr. Lucas Carvalho, líder de Desbravadores no Sul do Pará.

O evento também contou com a participação do líder de Desbravadores na America do Sul. (Foto: Kayo Farias)

Muitos desbravadores já deixaram seu Legado nesse Campori, como Junior Bandeira, que percorreu 320 km de bicicleta para ir ao acampamento. Junior saiu da cidade de Paragominas e foi até Marabá com um grupo de ciclistas que o acompanharam nesse trajeto. “Não foi fácil, essa distância é desafiadora até mesmo para os ciclistas mais experientes. Porém a maior alegria para mim foi poder juntar o “útil ao agradável”, pude envolver esse ministério que tanto amo, o Clube de Desbravadores, e o ciclismo, que é minha segunda paixão, em uma experiência que impactou a minha vida, da minha esposa, dos meus amigos ciclistas e todos os meus irmãos de lenço que puderam acompanhar essa aventura”, diz Junior.

Muitas celebração foram realizadas no maior Campori já realizado no Sul do Pará. (Foto: Kayo Farias)

Além das atividades recreativas e técnicas, os desbravadores também foram em bairros da cidade para entregar materiais de conscientização aos moradores e deixando seu legado de missão. “Ser Desbravador é uma grande alegria, os desbravadores se envolvem em muitas atividades e todas elas agora se unem no Campori. A animação do pessoal é incrível, parece que os 6 mil aqui se empolgam como 10 mil, cada desbravador desse Campori deve estar feliz de verdade, porque tudo isso é um preparo para o nosso grande acampamento no céu”, expressa o líder de Desbravadores em toda a America do Sul, Pr. Udolcy Zukowski.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox