Notícias Adventistas

Alunos escrevem cartas para combater a violência contra a mulher

Projeto Quebrando o Silêncio em Goiás aconteceu de forma on-line com o envio de materiais nas mídias sociais.

Por Maycon Santos 22 de setembro de 2020

Durante a pandemia os casos de violência doméstica aumentaram. Alunos escreveram cartas com o objetivo de orientar a sociedade. (Foto: Arquivo pessoal)

A iniciativa de conscientizar a população sobre a violência contra a mulher foi da professora Carla Martins, ela leciona a disciplina de Orientação Humana num colégio particular da cidade de Uruaçu, em Goiás.

Segundo ela, a ideia foi que os estudantes expressassem uma mensagem sobre o projeto Quebrando o Silêncio, campanha realizada anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia.

O trabalho foi realizado com os alunos do 6° ao 9° ano. “A maior preocupação que temos é com relação à violência doméstica. O nosso intuito é alertar esses alunos sobre o que é violência, para eles obterem esse conhecimento e não se calar diante da mesma”, destacou Martins.

A estudante Clara Ribeiro, 12, do 7° ano, escreveu três cartas e desenhou o ciclo da violência contra a mulher.

“Foi muito bom participar desta ação, pois eu tive a oportunidade de aprender sobre o ciclo da violência doméstica. Eu consegui identificar as características deste ciclo e como é possível ajudar as pessoas que passam por essa situação”, sublinhou a aluna.

Sarah Reis, 14, está no 9° ano, ela ressalta que as mulheres possuem um grande poder para colocar fim nos abusos dentro de casa.

“É muito importante debater esse assunto para ganharmos força neste combate. Na minha carta eu escrevi que temos possibilidades para lutar por nossos direitos e precisamos quebrar o silêncio sem medo”, afirmou a estudante.

  • Disque 100 – Violência sexual contra crianças e adolescentes;
  • Disque 141 – Centro de valorização da vida;
  • Disque 180 – Central de Atendimento à mulher;
  • Disque 181 – DISQUE DENÚNCIA;
  • Disque 190 – Casos de ação imediata.

Na última sexta-feira (18), uma live alertou a população sobre os direitos e deveres da sociedade no combate a violência contra a mulher, criança e adolescente. Durante o programa, psicólogos responderam às dúvidas dos internautas.

Live do projeto Quebrando o Silêncio da Associação Brasil Central: “Pequenas vítimas, GRANDES agressores!” (Foto: Maycon Santos)

Veja na íntegra o programa que contou com a participação da delegada Dra. Paula Meotti e do Promotor de Justiça Dr. Glauber Rocha.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox