Notícias Adventistas

Adolescentes têm uma missão?

Evento realizado no Espírito Santo mostrou que eles podem ir além das expectativas e fazer a diferença na vida de outras pessoas

Por Ayanne Karoline 14 de maio de 2019

Adolescente se reuniram no Educandário Espírito Santense Adventista (Edessa). (Foto: Arthur Henrique)

Sabe aquela fase cheia de mudanças e conflitos que todos querem distância? É a adolescência. Geralmente, os adolescentes são sinônimo de problema e essa “tendência” natural ao fracasso, imposta pela sociedade, acaba por acontecer na maioria dos casos. Na contramão dessa premissa, um encontro realizado na cidade de Colatina, noroeste do Espírito Santo, no último sábado (11), mostrou para um público de quase 500 adolescentes que fazer a diferença nesta fase da vida é uma missão possível.

Adolescentes se emocionaram durante o evento. (Foto: Arthur Henrique)

Exemplos de adolescentes de sucesso foram mostrados no Encontro de Adolescentes “Missão Possível”. São meninos e meninas que não se abateram com as críticas e foram além, fizeram descobertas, criaram projetos e agiram para mudar algo na sociedade. “O adolescente tem um potencial incrível de envolvimento. Quando ele abraça uma ideia é para valer e quando ele se entrega, é de maneira total. Por isso, procuramos juntar essa energia e canalizá-la para sua missão como cristão”, explicou a organizadora do evento e líder do Ministério de Adolescentes para as regiões central e norte do ES, Janaína Viola C. B. Portes.

Na programação, os adolescentes contaram com músicas especiais do grupo Vitória e Louvor, além do Coral de Vozes do Edessa. O pastor Francisco Tiago Silva de Oliveira, de Pernambuco, foi o responsável pelas palestras principais.

A adolescente Phyetra Vitoria Guimarães Santos, de 17 anos, afirma ter saído do evento transformada. Ela explica que vinha lutando contra algumas coisas e o encontro falou exatamente sobre elas. “ Falou de uma forma divertida, dinâmica. Pude ver Deus adindo e mostrando que estar com Ele é uma coisa única”, lembrou.

A lição da Escola Sabatina foi uma das atividades feitas de forma lúdica. (Foto: Arthur Henrique)

Carrossel de atividades

Divididos por cores, os adolescentes participaram de uma série de oficinas durante o encontro. O destaque foi o jogo de fuga Escape Game I9teen, que reúne raciocínio lógico, trabalho em equipe e conhecimentos bíblicos sobre o livro Apocalipse. Para chegar até a saída, é preciso encontrar senhas, ler versos da Bíblia e contextualizar os fatos apresentados no Apocalipse com as pistas oferecidas pelo game.

“Embora o mundo diga que o adolescente não está preparado para desafios, para uma missão, para uma ação em prol da vida e do próximo, ou mesmo para uma descoberta científica que ajudará a humanidade, o próprio Deus o chama de forte. A diferença entre um adolescente que se abate e um que se destaca, está em não acreditar no que o mundo pensa a respeito deles, mas crer naquilo que Deus falou sobre eles”, ressaltou a professora Fabíola Guedes, líder do Ministério do Adolescente para os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox