Notícias Adventistas

Acampamento comemora 70 anos de Clube de Desbravadores

Evento on-line reuniu mais de 5 mil desbravadores, que acamparam dentro de casa.

Por Rafael Brondani 15 de setembro de 2020

Evento também investiu dois líderes de Clube. (Foto: Rafael Brondani)

Intitulado “Alegria em Servir”, um acampamento on-line reuniu mais de 5 mil desbravadores entre os dias 11 e 13 de setembro. Desbravadores são meninos e meninas com idades entre 10 e 15 anos, de diferentes classes sociais, cor e religião, que reúnem-se, em geral, uma vez por semana para aprender a desenvolver talentos, habilidades, percepções e o gosto pela natureza. No sábado, 12, foi comemorado o Dia Mundial do Desbravador, movimento que em 2020 completa 70 anos de existência.

Transmissão contou com interprete na Língua brasileira de sinais. (Foto: Rafael Brondani)

A programação foi transmitida ao vivo pela internet. Com um estúdio caracterizado e de forma lúdica, com um cenário que lembrou um acampamento, o evento tornou a experiência única e divertida para os participantes. O encontro teve como orador o teólogo Rodrigo Rossi, que atuou como voluntário em diversos países. Através de sua experiência de vida, ele despertou nos jovens o senso de solidariedade e motivou o voluntariado.

Do outro lado do estúdio, cada desbravador montou uma barraca dentro de casa. Isso tornou a experiência ainda mais relevante, segundo os participantes. Durante a programação, diversos desafios foram lançados. Um deles foi a proposta de escrever cartas que serão entregues às famílias de presidiários, juntamente com uma cesta básica. Os juvenis e adolescentes também foram desafiados a realizar ações sobre a prevenção ao suicídio, em apoio ao Setembro Amarelo.

Aproveitando o mês de conscientização, a programação também inspirou desbravadores e líderes a usarem o lenço, símbolo do movimento, que vestiu o pescoço dos participantes durante uma semana, inclusive em seus locais de trabalho.

O líder dos Desbravadores para Brasília e Entorno, pastor Hofni Gomes, ressalta que o encontro buscou despertar nos juvenis e adolescentes o senso de servir as pessoas. “Pela vibração dos nossos Desbravadores, expressadas através dos vídeos e fotos que nos foram enviados, notamos que suprimos as expectativas com esse evento. O nosso desejo foi colocar no coração deles a vontade de servir, e acredito que alcançamos isso”, comemora o líder.

Ketlen Raiane, 13 anos, de Ceilândia, uma Região Administrativa do Distrito Federal, faz parte do Clube de Desbravadores Estrelas do Cerrado. A adolescente relata que viveu momentos especiais na programação. “Mesmo sendo on-line, foi muito bacana participar. Foi uma experiência muito boa, eu gostei e aprovei. Me deu vontade de ajudar as pessoas e continuar sendo desbravadora”, conta, feliz.

Já para Alexandre, 13 anos, do Clube Filadélfia, o evento trouxe a oportunidade de aprender coisas novas e conhecer novos amigos. “Foi uma experiência muito boa. Eu gostei de tudo que aprendi e me diverti bastante”, conclui o adolescente.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox