Notícias Adventistas

Mulher desafia racionamento e providencia água do próprio batismo

Trabalho de voluntários ajudou dona de casa a conhecer sobre a Bíblia e seus ensinos.

22 de novembro de 2015
Maria das Dores carrega a própria água

Maria das Dores usou um carro de mão para carregar a água do próprio batismo

Japoatã, SE… [ASN] Algo surreal para um país como o Brasil, que detém 16% das reservas hídricas do planeta, o racionamento de água é uma rotina nas cidades brasileiras. Em Japoatã, município de 14,5 mil habitantes na região leste de Sergipe, a dona de casa Maria das Dores nem reclama mais da falta de água. Ela inclusive surpreendeu voluntários da Missão Calebe quando, decidida a ser batizada, saiu atrás de fontes de água e encheu um tanque batismal carregando água em um carro de mão, acompanhada pelo filho. O fato emocionou jovens que se hospedaram no grupo escolar da comunidade do Tatu, povoado de Japoatã onde Maria das Dores mora. A história foi contada neste sábado, 21 de novembro, em novo episódio da websérie “Calebe Ao Extremo”, produzida pelo Departamento de Comunicação da União Leste Brasileira, sede da Igreja Adventista do Sétimo Dia para Bahia e Sergipe.

Leia também:

Maria das Dores

Maria das Dores cuidou da limpeza da escola que serviu de apoio para os jovens calebes

“Desde a primeira noite ela veio assistir as pregações com o marido e o filho, e não parou mais”, disse Gervásio Silva, um dos líderes voluntários da Missão Calebe. “Ela, inclusive me falou, uma noite, que iria se batizar, mas não sabia quando”, afirmou. “Eu gostei muito da Palavra e aí eu tomei a decisão de me batizar”, explicou Maria das Dores.

Durante toda a campanha, Maria das Dores continuou cuidando da escola e assistindo as mensagens. Quando ela decidiu pelo batismo, não havia água na cidade e a caixa de água que seria improvisada como tanque de batismo estava seca. “Usei minha caixa de água e ainda peguei um pouco de água na escola, mas não deu para encher. Então peguei um carro de mão, um tonel e carreguei a água para encher o tanque”, declarou a dona de casa.

A obstinação de Maria das Dores chamou a atenção dos jovens voluntários da Missão Calebe. O batismo dela foi um momento de emoção para todos. “Para uma pessoa disposta a seguir a Jesus, nada pode impedir. E essa história me ajudou a não desanimar, independente da situação”, assegurou Silva. [Equipe ASN, Heron Santana]

Assista o episódio “A Seca e a Esperança”:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox