Notícias Adventistas

Mineira será voluntária no Uruguai em 2014

Maíra Gomes é uma das participantes do Um ano em missão.

11 de dezembro de 2013
Montevidéu, Uruguai. Fonte:http://en.wikipedia.org/

Montevidéu, Uruguai. Fonte:http://en.wikipedia.org/

O voluntariado envolve “o conjunto de ações de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projetos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas”, define a Organização das Nações Unidas no Brasil (ONU).

Com esse mesmo objetivo, jovens e adultos da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) dedicam tempo para ajudar a suprir as necessidades de famílias no Brasil e em outros países. O projeto acontece através do Serviço Voluntário Adventista (SVA), que já levou mais de 360 missionários para diversos países.

O SVA é uma estrutura mundial da IASD que oferece vagas para voluntários ao redor do mundo. Pessoas de qualquer lugar podem se candidatar ao trabalho. Os voluntários são encaixados conforme surgem vagas. Já as funções, variam em instituições e organizações da Igreja.

Vinculado a essa estrutura, a área jovem da Divisão Sul-Americana, administração da IASD para oito países, criou o projeto Um ano em missão, onde cada voluntário dedica um ano de sua vida para o serviço da Igreja.

Em 2014, o Um ano em missão será em Montevidéu, no Uruguai. São 19 jovens, entre 18 e 30 anos, que decidiram dedicar um ano ao voluntariado. Dentre estes, está a mineira, enfermeira e design de interiores, Maíra Gomes, de 29 anos, que irá representar Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Confira a entrevista concedida à AMS.

AMS- O que lhe motivou ir ao Uruguai?
Maíra- A necessidade que a região do Uruguai tem de apoio, pela falta de conhecimento sobre Deus no País. Além disso, Jesus ordenou que devemos espalhar Sua mensagem, como em Mateus 28:19: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” Quero viver uma experiência única com Deus e apressar a Sua volta.

AMS- Sempre foi um sonho ser missionária?
Maíra- Não. Pode ter sido cultivado durante a infância, mas cresceu na faculdade. Logo que terminei o curso de enfermagem no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus São Paulo, tentei por meses participar de algum projeto, mas por falta de informações e contatos não consegui e isso me incomodou durante alguns anos. Em 2013, ao me cadastrar no site para ser missionária, comecei a ler o livro Passaporte para Missão e entendi que não precisava de um chamado especial (mesmo que Deus possa fazê-lo em alguns momentos), mas que o chamado já foi feito, a ordem foi dada, a todos os discípulos, essa seria Sua vontade. Assim que comecei a dar os passos, Deus abriu as portas.

AMS- Existe uma inscrição ou um processo de escolha para ser um missionário em outro país? Como funciona?
Maíra- Sim. As faculdades adventistas e algumas igrejas promovem alguns projetos, mas uma forma segura é pela inscrição no site dos http://adventistas.org/pt/voluntarios/. Lá, estão cadastrados vários chamados em países diferentes e para atividades variadas. O voluntário procura o chamado que se identifica, preenche os formulários e aguarda aprovação da Divisão Sul-Americana. Assim que aprovado, existe um período de preparação, onde ele recebe o passaporte para a missão com temas pertinentes sobre a missão e orientações em geral.

AMS- Dentro de um ano, você poderá visitar o Brasil ou só virá no final da missão?

Maíra O projeto é de um ano. Porém, parte dele será realizado aqui no Brasil. Os missionários receberam um treinamento e irão trabalhar no Uruguai por seis meses. Após esse período, voltaremos ao Brasil, cada um para sua União e iniciaremos novos projetos. Acredito que não vamos visitar o Brasil enquanto estivermos no Uruguai.

Maíra Gomes

Maíra Gomes

AMS- Onde no Uruguai o projeto será realizado e o que você irá fazer lá?
Maíra- Primeiramente vamos receber um treinamento especial. As atividades são diversas, mas focadas no apoio de duas igrejas da região e na implantação de duas novas igrejas. A maioria dos projetos serão realizados na região de Montevidéu.

AMS- Quando será a viagem?
Maíra- Partiremos após o campori da Divisão Sul-Americana. Acredito que será no dia 15 de janeiro.

AMS- Quantas pessoas irão com você?
Maíra- Cada União brasileira escolheu um representante. Seremos 19 missionários no total e teremos apoio de alguns jovens missionários de outros países da nossa Divisão, como Argentina, Peru, Equador, entre outros.

AMS- Quais são as expectativas?
Maíra- As expectativas são muitas, mas o objetivo central é apressar a volta de Jesus, formar novos líderes motivados a serem discípulos de Jesus, respondendo ao Seu chamado: O de ir a todo mundo. E, após o projeto, queremos estimular jovens a serem missionários.

AMS- Para você, o que é ser uma missionária?
Maíra Responder a ordem de Jesus, de ir a todo mundo, batizando e ensinando, guiado pela vontade e poder de Deus. É ser um reflexo do amor de Deus através de sua vida diária.
[Equipe ASN, Vanessa Lemes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox