Notícias Adventistas

Membros realizam todo sábado cultos para 320 detentos em Itajaí

26 de setembro de 2014
10450445_675451042524391_1510243077511282018_n

Neste domingo oito pessoas foram batizadas através do trabalho destes irmãos missionários

Irmãos leigos de Itajaí/SC tem deixado suas famílias no sábado para abraçarem uma outra família espiritual. Esta outra família são cerca de 320 detentos do Complexo Penitenciário de Canhanduba, Itajaí, que participam de cultos no local. Tudo organizado pelos Adventistas Augusto, Paulo, Cesar, Tony e Juarez, que por motivo de segurança realizam 10 cultos, cinco em cada galeria, entre às 6h30 e às 17h30 horas. “Todo o sábado eles estão lá, incansáveis. Deixam o conforto da suas casas e da Igreja para abraçarem essas pessoas encarceradas”, adjetiva o pastor Jessé Anastácio, distrital.

Como resultado deste empenho, neste domingo (21/09) oito detentos foram batizados, totalizando 40 pessoas desde o começo do projeto, iniciado em Maio de 2013. Na oportunidade estiveram presentes o pastor Apolo Abrascio – Presidente (Associação Catarinense – AC) e o pastor Derli Agostini (Evangelista – AC), demonstrando o apoio da Igreja ao trabalho realizado pelos Adventistas locais. “Além da dedicação destes irmãos, não podemos esquecer de agradecer o apoio da doutora Cristina Balceiro de Motta e da direção do complexo penitenciário”, destaca o pastor Jessé.

A rotina de sábado fica diferente para aqueles cinco membros. Eles chegam às 6 da amanhã para posicionar as cadeiras, ligar o projetor, instalar o equipamento de som e distribuir os estudos bíblicos e as Bíblias. Eles praticamente montam todo o sábado duas Igrejas, já que são duas galerias e 10 grupos. “Quem está fora tem o oportunidade de visitar uma Igreja a hora que quiser. Mas lá no presídio não, eles estão presos. Por isso a importância de irmos todo o sábado lá. É única chance deles irem à Igreja”, comenta Augusto, um dos líderes do grupo de irmãos.

O trabalho de discipulado também é forte no complexo. Os 40 batizados, sempre que tem a oportunidade, relatam sobre a liberdade em Cristo aos outros detentos. Praticamente 50% das pessoas do presídio participam dos cultos, já que são 750 detentos no local. Eles escolhem ir para a Igreja ao invés de terem o momento livre do pátio”, destaca Paulo.

“O Cada Um Salvando Um é isso. Não são departamentos e ministérios que levam a mensagem de Jesus, mas sim as pessoas. É você irmão que faz a diferença. Procure do seu jeito levar liberdade eterna as pessoas da sua comunidade”, finaliza o pastor Apolo Abrascio.

A expectativa é que até o final do ano mais batismos ocorram no Complexo Penitenciário de Canhanduba, Itajaí/SC.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox