Notícias Adventistas

Materiais em Libras ajudam no evangelismo de surdos

Primeiro material a ser produzido, Lição da Escola Sabatina em Libras, completa cinco anos.

12 de março de 2014
Materiais em vídeo com tradução em Libras

Materiais em vídeo com tradução em Libras

Cotia, SP… [ASN] Vestido de preto em um fundo verde, Wellington Romagnoli movimenta as mãos, gesticulando vários sinais por minuto. Inicialmente, é difícil entender o significado de cada um, mas a expressão facial exagerada durante a execução dos gestos indica alguns sentimentos. A cena se torna ainda mais coerente quando ouvimos o som que parece reger a performance de Romagnoli, que na ocasião gravava a tradução em Libras de um vídeo.

Em 2006, Romagnoli se juntou ao surdo Paulo Siqueira em um projeto pioneiro. Eles começaram a produzir uma Lição da Escola Sabatina voltada aos surdos. Até então, não havia nenhum material em vídeo voltado para os deficientes auditivos adventistas.

A produção, incialmente sem grandes aspirações – o objetivo era atender somente os surdos da região – ganhou fôlego e relevância. Em 2009, um ano após a sede administrativa da Igreja Adventista em oito países sul-americanos oficializar o Ministério Adventista dos Surdos (MAS) como parte do departamento de Missão Global, a Lição da Escola Sabatina em Libras começou a ser produzida trimestralmente e distribuída para todo o Brasil.

Materiais-em-Libras-ajuda-no-evangelismo-de-surdos

Durante o evento, era feita a tradução simultânea na língua de cada país participante

No final de fevereiro, durante a III Reunião Consultiva do Ministério Adventista dos Surdos, foi apresentada a Lição que completa o período de cinco anos de produção ininterrupta do material.

Reunião estratégica

A cada biênio, é feita uma reunião com representantes dos Ministérios dos Surdos de cada região onde há o movimento na América do Sul. A edição deste ano foi realizada em Cotia e reuniu cerca de 170 pessoas do Brasil, Argentina, Chile, Peru e Estados Unidos.

Como a linguagem em sinais é própria de cada país, durante o evento, havia uma variedade de traduções ao mesmo tempo, uma para cada país representado. O principal plano apresentado durante o evento foi para que cada surdo adventista traga outro surdo para a Igreja.

Principal meta para o próximo biênio é multiplicar o número de surdos adventistas

Principal meta para o próximo biênio é multiplicar o número de surdos adventistas

“O nosso objetivo é a multiplicação, que cada surdo evangelize outro surdo e, assim, cada grupo de surdos dê início a outro”, explica o pastor Edison Choque, líder de Missão Global para oito países sul-americanos. Desse modo, o grupo de surdos adventistas, que no Brasil são cerca de 600, deverá crescer e com ele a quantidade de material produzido com traduções em Libras. Isso fará com que a cena descrita no início seja repetida com cada vez mais frequência. [Equipe ASN, Lucas Rocha]

Veja a reportagem sobre o evento.

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox