Notícias Adventistas

Jovens testemunham dos efeitos em retiros espirituais adventistas

Retiros espirituais são uma tradição entre as igrejas adventistas há muitos anos.

7 de março de 2014
Jovens testemunham dos efeitos em retiros espirituais adventistas

Jovens testemunham dos efeitos em retiros espirituais adventistas

Recife, PE … [ASN] Dois milhões de foliões na avenida. O Galo da Madrugada é o maior bloco de carnaval de rua do mundo. Mas no final dos quatro dias de festa, o saldo não parece positivo. Além dos 33 milhões de reais dos cofres públicos gastos para a festa na capital, foram inúmeras depredações e dezenas de acidentes provocados por embriaguez, que, em alguns casos, deixou vítimas fatais.  Esse é o retrato final do Carnaval do Recife em 2014. Mas para os adventistas, os dias de “folia” foram bem diferentes. O grupo de fiéis da Grande Recife fugiu do agito da cidade, que tradicionalmente é invadida pela cultura carnavalesca e o maior bloco de rua do mundo, o Galo da Madrugada.

Na praia ou em acampamentos na mata, os adventistas realizaram retiros espitituais que envolveram, além dos participantes da própria igreja, amigos convidados. Amanda Lemos, 16, nunca havia participado de programas religiosos. “E eu sou muito festeira, sabe? Adoro carnaval, dançar, ir pra rua mesmo, mas sempre perto de casa e perto da família. Essa é a primeira vez que passo o carnaval longe do “mundão”, como dizem. Vim a convite da tia do meu namorado, e gostei! Fui muito especial, uma bênção. Valeu a pena a troca”, conta a adolescente, que passou os quatro dias do feriadão em uma chácara do litoral, com mais de 200 acampantes.

Neste mesmo acampamento estava também Jonh Saimon, 21, que foi convidado por um parente. “Bebida, festa e diversão é o que tem nessa época, né? Sempre passei o carnaval na farra, na folia. Mas esse ano, quando recebi o convite para participar do retiro, resolvi aceitar. Gostei muito, muita paz, todo mundo na calma, e a mensagem de Deus, transportou muita coisa boa pro coração da gente, foi um encontro com Jesus. Pretendo vir várias vezes”, comentou o jovem.

Diversão, criatividade e espiritualidade

A rotina nos acampamentos de verão da Grande Recife foi de diversão e espiritualidade. Provas animadas em uma gincana de grupos estreitou o relacionamento entre pessoas que até então, não se conheciam. Aproveitar o cenário natural, quer seja entre as árvores ou na praia, foi o deleite de quem se retirou das cidades neste carnaval. Em Itamaracá, um grupo de acampantes que veio de Prazeres, montou um carretel de atividades pra ninguém ficar parado: hidroginástica para as senhoras, vôlei e dominó para os casados, futebol para mulheres!

Em Igarassu, um outro grupo, que saiu do bairro do Ibura, em Recife, pôde desfrutar, além da gincana de atividades, mensagens espirituais, de momentos inesquecíveis de oração. Priscila Taís Freire, 13, sempre participou de retiros espirituais, mas este ano foi diferente. “O acampamento organizou momentos especiais de oração. E foi um desses momentos que me marcou bastante! Uma oração que fiz junto com um amigo, tocou no meu coração, fez com que eu enxergasse coisas da minha vida que eu não entendia. Várias amigas minhas escolheram brincar carnaval, e estando aqui, eu vejo que não perdi nada, na verdade, só ganhei! Muito mais do que elas podem imaginar”.

Para o pastor Péricles Barbosa, coordenador da área jovem da Igreja Adventista na Grande Recife, os acampamentos de verão representam uma renovação espiritual na vida da igreja. “É um desafio ser cristão em meio a influências mundanas, e o momento do acampamento de verão se torna essencial para que as baterias espirituais sejam recarregadas. Se afastar da correria, da bagunça, do barulho, tendo contato com a natureza, e, especialmente com Deus, nos fortalece, e nos faz lembrar de onde viemos, quem somos e para onde vamos!”. [Equipe ASN, Rebbeca Ricarte]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox