Notícias Adventistas

Jovens sul-americanos vão doar um ano para a missão

Projeto vai enviar 16 jovens para uma missão importante no Uruguai em janeiro de 2014. Ideia é se aproximar da comunidade e plantar novas igrejas

20 de maio de 2013
Momento de oração entre os líderes e os jovens

Momento de oração entre os líderes e os jovens

Brasília, DF … [ASN] Um ano em missão foi uma proposta que mudou a vida de jovens como Marcus Vinícius Silva e Larissa Vieira. A história dos dois serviu de inspiração para o lançamento oficial do projeto 1 Ano em Missão ocorrido nesta segunda-feira, 20, durante reunião da Comissão Diretiva Plenária da sede sul-americana adventista.
Os jovens que falaram fazem parte do projeto Missão Total, realizado na região Centro-Oeste do Brasil, e foi uma grande injeção de ânimo. Marcus Vinícius Silva deixou seu trabalho e família em Goiânia, capital de Goiás, disse que era bem ativo, mas apenas na igreja local. Ele queria fazer mais pela missão e resolveu ajudar a promover uma transformação social e espiritual em Araguaína, no estado de Tocantins. O mesmo ímpeto foi o que motivou a jovem Larissa Vieira, formado em decoração, e que se envolveu em estudos bíblicos e na salvação de pessoas de uma maneira mais ampla.
Outro testemunho foi dado por Liz Motta, que trabalha no projeto mundial One Year in Mission, como única representante da Igreja Adventista na América do Sul. Ela faz parte de um grupo de jovens que doam um ano de sua vida para um trabalho voluntário e evangelístico em Nova York, nos Estados Unidos. Liz conversou, por meio de contato na Internet, ao vivo com líderes sul-americanos nesta manhã. Ela disse que tem aprendido muito sobre o ciclo de evangelismo completo. “Aprendi que evangelismo não é apenas um programa pontual”, explicou. Na prática, Liz tem se envolvido com ações comunitárias, apoio a escolas, entre outras iniciativas.
1 ano em Missão – Na América do Sul, a ideia é fazer o mesmo com os jovens. O vice-presidente sul-americano adventista, pastor Almir Marroni, explicou detalhes do projeto 1 ano em Missão. Disse que 16 jovens, representantes de cada uma das uniões que formam a Divisão Sul-Americana, serão enviados para trabalhar durante seis meses em Montevidéu, capital do Uruguai. Nos outros seis meses, a atuação deles será em suas próprias regiões de origem. Os jovens participantes desse projeto farão visitas missionárias, capacitação e treinamento, participarão de escola cristã de férias, projetos comunitários e de campanhas de evangelismo público. A dedicação oficial dessa equipe está marcada para o mês de janeiro do próximo ano durante o Campori de Desbravadores da Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista, que acontecerá em Barretos, em São Paulo.
Sob a coordenação do jovem Kevin Choque, de 21 anos, que está concluindo seus estudos teológicos em 2013, os participantes terão, também, a missão de ajudar a plantar novas igrejas nas regiões de Carrasco (considerada uma das mais elitizadas da capital do Uruguai) e Avenida Herrera. Os custos serão mantidos por todas as instâncias administrativas adventistas, inclusive a Associação Geral. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox